18.12.09 | Autor: Maria Augusta

Final do ano, tempo de fazer balanços e traçar planos! Então aproveito a oportunidade para dizer a todos os queridos amigos que conheci graças a este mundo formalmente virtual mas que me proporcionaram tantos bons momentos bem reais neste ano de 2009, muito obrigada! E desejar a cada um, que o Natal seja pleno de amor e de alegria e que no Ano Novo esta luz da criatividade que se se manifesta cada vez que um novo post entra na berlinda, abranja todas as áreas de suas atividades trazendo muitas e maravilhosas realizações no palco iluminado que é a vida.

E com esta mensagem de paz de John Lennon e esta "Volta da França" iluminada para as festas, este teatro fecha momentaneamente suas cortinas (pois vamos tirar alguns dias de folga neste final do ano), para reabri-las em 2010, esperando continuar a contar com sua atenção e carinho, tantos nos momentos "côté cour", quanto nos momentos "côté jardin".

A bientôt!


15.12.09 | Autor: Maria Augusta

Dezembro chuvoso em São Paulo...chego correndo ao Anhembi para a minha formatura de faculdade. Naquele ano havíamos optado por não usar a toga, homens de terno e as moças em vestido "de festa", e vocês imaginem quanto andei para escolher "aquele vestido" especial para a ocasião. Pois entrando no Anhembi, apesar de me ter esquivado da chuva, recebi uma ducha fria : a colega que se sentaria a meu lado na cerimônia estava com um vestido igualzinho ao meu! E isto não me aconteceu somente uma vez...em uma festa de casamento, em uma noite de gala durante um congresso, em uma viagem...enfim sou a rainha do "par de vasos"!

E na blogosfera não é diferente. Para dar exemplos relativamente recentes, quando escrevi sobre os graffitis de Paris, o post estava programado há dias para entrar no sábado de tarde...pois sábado de manhã descobri o post da sobre o mesmo assunto! Em seguida, quando falei sobre os frascos de perfume...desta vez foi a que percebeu que seu post em preparação que sairia em seguida também tratava deles, embora sob um outro enfoque. E na semana passada quando falei das formigas...nos comentários me disseram que a blogosfera estava um verdadeiro "formigueiro" naqueles dias, havia vários posts sobre estes bichinhos. E no entanto, minha fonte era um site francês e eu achei que estava sendo muito original falando sobre seus hábitos...

Como ver estas coincidências? São meros acasos? Teorias recentes como a dos fractais, a do caos (que o bater de asas de uma borboleta no Brasil pode influenciar o tempo na Texas, por exemplo) e mais recentemente a das supercordas postulam que todos os fenômenos que ocorrem no universo estão relacionados. Mas como incluir a mente humana nestas teorias? Elas já falam da importância do observador sobre os fenômenos, mas este passaria então a autor? Quem ousou afirmá-lo foi Jung, que, para explicar as "coincidências, definiu o fenômeno da ocorrência simultânea de pelo menos dois eventos sem ligação de causa mas que tem um significado para quem os percebe como sincronicidade. Esta estaria em relação direta com outros conceitos da psicologia jungiana como os arquétipos e o inconsciente coletivo. Apesar de ter sido muito criticado na época devido à imprecisão de sua teoria, ele foi apoiado por Pauli, um dos papas da física teórica.

Então mente e matéria estão correlacionados? Não tenho competência para discutir este assunto, mas acho esta possibilidade fascinante...e acredito que "haja mais coisas entre o céu e a terra do que imagina nossa vã filosofia!"


Imagem : Par de vasos de porcelana Imari com estrutura de bronze dourado. Japão, séc. XIX.

Fonte da imagem aqui


11.12.09 | Autor: Maria Augusta

Nada é mais mportante que o surgimento da vida, não é mesmo? Pois um autor foi verificar usando os instrumentos da mais moderna tecnologia (scanner, raios X, ecografias 3D et 4D, fetoscopia, IRM) quais são os efeitos produzidos sobre o corpo humano por cada etapa que conduz ao nascimento, passando pelo encontro dos parceiros (como por exemplo durante um beijo, que segundo ele provocaria no organismo uma reação semelhante a da absorção de cocaina), pelo encontro entre o espermatozóide e o óvulo, acompanhando o crescimento do bebê no útero materno até seu nascimento. As fotos cujas autorias não estão indicadas são de Thierry Berrod, autor do livro "Do beijo ao bebê", que obteve a maior parte destas imagens. Espero que gostem!





Fonte : L'Internaute

Update (12/12/2009)

A Lunna deixou nos comentários este poema sobre o beijo :

...descontros próprios
Os olhares que se voltam para si
Tempestade na derme
As veias e sua metáforas
enchentes!!!

...encontros rápidos
Transições humanas entre o ontem e o hoje
Sabores de antigamente
Numa aurora que se reinventa!

Obrigada, Lunna!

8.12.09 | Autor: Maria Augusta

© L'Internaute / Cécile Debise

Dezembro chegou com suas luzes e sua magia, trazendo estrelas nos olhos dos pequenos e dos grandes também. E um ponto alto do espetáculo visual é constituido pelas vitrinas das lojas, principalmente nas grandes cidades.

© L'Internaute / Cécile Debise

Em Paris este ano uma das decorações mais encantadoras ficou por conta da "Printemps" do Boulevard Haussman que depois de meses de reformas reabriu sua fachada com a feérica vitrina de Natal inspirada no imaginário eslavo : o motivo principal (uma ursa com um chapéu, um pavão encantado, personagens fantásticos e botões de rosas) buscou inspiração em uma echarpe antiga comprada em São Petersburgo, o interior da loja (guirlandas,buquês de sementinhas vermelhas que aparecem nos contos de Pouchkine) vem diretamente do folclore dos paises eslavos. E nas vitrinas se vê um ovo gigante inspirado no legendário Fabergé, além de uma troika verdadeira, um jardim de rosas geladas, uma baixela de cristal Baccarat feita para o czar...

© L'Internaute / Cécile Debise

Estas vitrinas foram realizadas utilizando diferentes tipos de savoir-faire. O estúdio de criação do Printemps criou a boneca, definiu o estilo com o tema e as cores e então entraram em cenas as "maisons" de alta costura e um marionetista para realizar a animação. Karl Lagerfeld (Chanel) vestiu as bonecas "princesa Nadejda" e duque Dimitri. Para a princesa ele reproduziu um vestido do desfile Paris-Moscou e como duque Dimitri ele criou um avatar (que parece com o cantor do Tokyo Hotel...). Os dois personagens vão tocar e dançar músicas do folclore russo, e brincar de esconde-esconde no meio das marioskas.

© L'Internaute / Cécile Debise

Já as bonecas concebidas por John Galliano (Dior), trajando um vestido que havia sido apresentado em um desfile de 1998 que foi reproduzido nos mínimos detalhes se distribuem em torno de uma mesa decorada, enquanto as de Victoria de Castellane (Dior) apresentam anéis cintilantes em um carroussel de ursos.

O resultado é puro sonho...se desejar conferir veja o clip abaixo...


Nota : Este é o post n° 100 deste blog...quando comecei a blogar nunca imaginei que teria tanto assunto...e leitores! Muito obrigada!
5.12.09 | Autor: Maria Augusta

Photobucket

Moulin Rouge Daniel Authouard (daqui)

O Moulin Rouge, o mais tradicional cabaré de Paris, está completamente 120 anos, sempre fiel ao espírito no qual foi criado : um palácio para a mulher, o glamour, a dança e a festa. No palco, dançarinos, palhaços, cômicos fazem o espetáculo...na platéia uma gigantesca pista de dança para o público. Ele foi o berço do "french can can", a dança endiabrada e acrobática que marcou Paris, e que celebrizou artistas como "La Goulue", musa de Toulouse-Lautrec na sua série de telas dedicadas a este cabaré, e Mistinguett, com suas valsas. Atualmente continua fazendo sucesso e seus jantares-espetáculos atraem turistas vindos do mundo todo, sendo que nele são abertas anualmente 240000 garrafas de champanhe. E é neste clima de festa parisiense que desejo a vocês um "Bom fim de semana" !




Fonte : LePoint.fr

Veja também, é muito bonito : "O Moulin Rouge visto pelos pintores" aqui.
2.12.09 | Autor: Maria Augusta

© Éric Lefranc/Biosphot

Começa dentro de alguns dias em Copenhague a COP15 (United Nations Climate Change Conference) e devido ao seu carater fundamental para o futuro do planeta, me perguntei sobre o que vai acontecer nela e trouxe algumas respostas para este Ecological Day :

1. O que está em jogo em Copenhague?

É o próprio futuro do planeta...Sim, porque lá estarão reunidos líderes do mundo inteiro sob a égide da ONU para propor suas soluções em relação ao objetivo de redução da emissão dos gases que provocam o efeito estufa. A meta é a limitação do aumento de temperatura a 2°C até 2050, pois se ela sobe além deste limite as consequências serão catastróficas, segundo o GIEC (Grupo de Experts Intergovernamental sobre a Evolução do Clima). Para alcançar este objetivo as nações industrializadas deveriam reduzir a emissão dos gases que causam o efeito estufa a partir de 2005, como foi decretado no protocolo de Quioto em 1997. O objetivo do encontro de Copenhague é reforçar estas medidas e induzir os paises a se comprometer em relação ao cumprimento delas.

2. Qual são os obstáculos?

O grande obstáculo vem dos maiores poluidores, os Estados Unidos e a China. Os Estados Unidos não ratificaram o Tratado de Quioto e se tem se negado a adotar medidas muito restritivas para reduzir as emissões de CO2. A China, que é o maior poluidor atualmente também tem mostrado resistência a adotar medidas que poderiam frear seu desenvolvimento.

Mas em relação aos dois, parece que uma pequena luz se vislumbra no fim do túnel, pois tanto o presidente Hu Jintao da China, quanto Barack Obama já declararam que estarão presentes a Copenhague. Este último com uma proposta de redução de 17% para 2020, depois 30% para 2025 e 42% para 2030 em relação aos níveis de 2005. O objetivo é considerado modesto pelos ecologistas, mas é visto como um bom sinal para os mais otimistas.

Quanto à China, que tem sofrido repetidamente com grandes secas, chuvas ácidas e uma enorme poluição em suas grandes cidades, parece mostrar sinais de boa vontade com um amplo projeto de reflorestamento e de investimento nas tecnologias "verdes", apesar da reticência em relação às medidas restritivas obrigatórias das emissões de CO2 (70% de sua energia tem como origem o carvão).

3. O que prevê o plano?

O objetivo geral (mas não unânime) é a limitação do aumento de temperatura a 2°C daqui até 2050. Por outro lado ele imporia também uma redução de 25% a 40% das emiisões dos gases causadores do efeito estufa até 2020 por parte dos paises industrializados (vários deles como o Canadá, a Itália, a Espanha, a Áustria já declararam que é uma meta inalcançável...) e uma ajuda aos paises em desenvolvimento visando ajudá-los a implementar seus programas "verdes".

4. Quanto custa e quem vai pagar?

O custo das medidas propostas se elevaria a 100 bilhões de euros por ano e a grande questão é "Quem vai pagar?" Certamente os paises ditos industrializados, que foram os maiores responsáveis pela poluição até agora, mas cada um teme mostrar a "nota" aos seus cidadãos em pleno período de crise financeira. A França sugeriu que cada transação financeira mundial receba uma taxa de 0.01% para cobrir esta "despesa", mas os Estados Unidos não são favoráveis a ela...logo esta é uma questão importante que será discutida em Copenhague e que pode bloquear as negociações.

5. E o Brasil, o que propõe?

O Brasil que tem sido considerado como vilão devido ao desmatamento da Amazônia e deseja mudar de imagem, vai apresentar metas como 39% de redução da emissão de CO2 e a redução de 80% do desmatamento da Amazônia, ambos para 2020 (poderia ser melhor, como desmatamento "0", não é mesmo?).

6. Se as negociações fracassarem, existe um plano B?

O que se teme é que este "sommet" termine com um simples acordo político, sem medidas restritivas obrigatórias. Neste caso, estas seriam previstas para serem assinadas em 2010, no México...será que o planeta pode esperar?


Observação Importante : O Faça a sua Parte esta seguindo passo a passo os acontecimentos referentes à COP15 com uma análise crítica desde os preparativos, não deixe de ler.


30.11.09 | Autor: Maria Augusta

Inspirada pelo Expresso da Linha, que discute sobre os eventuais benefícios e malefícios de nossa presença na Web, nestes últimos dias duas notícias me chamaram a atenção : a primeira, falava de empresas que recrutam funcionários por meio do Twitter. Aliás, 45% dos patrões americanos, por exemplo, dizem verificar na Web (blogs, Facebook, MySpace, Hi5, Twitter, etc) as pegadas deixadas pelos potenciais empregados para avaliar sua rede de amigos e sua personalidade. Encontrei também a notícia de que uma canadense, Nathalie Blanchard, que se encontrava de licença médica no seu trabalho por motivo de depressão e que perdeu o direito ao benefício que recebia durante o afastamento, devido à sua página no "Facebook". Nesta, ela publicou fotos onde se mostrava sorridente durante uma viagem à praia e frequentando boates de strip-tease, donde a companhia de seguros concluíu que ela estava apta a retornar ao trabalho e suspendeu o pagamento. A questão é como eles tiveram acesso a esta página que requeria uma senha...

E quanto aos blogs, qual é o risco? É verdade que nestes podemos controlar o que escrevemos ou mostramos, pois estamos conscientes que eles podem ser vistos por todo mundo e que perdemos o controle sobre o uso do que escrevemos após a publicação. Certo, se temos um blog é porque queremos ser lidos, senão escreveríamos no nosso caderninho e o guardaríamos a sete chaves, é uma exposição voluntária. Mas existe também o caso dos motores de pesquisa...outro dia descobri que as palavras chave que entramos nele ficam registradas de modo indelével, encontrei pesquisas que realizei há meses atrás...sem falar nos famigerados cookies, que se instalam em nossos computadores sem nos pedir licença, descobrem nossas preferências e depois somos bombardeados com publicidades tentadoramente personalizadas.

Pois este assunto de privacidade na Internet está dando "panos para manga" aqui na França...A secretária de estado encarregada das "novas tecnologias" está propondo uma lei segundo a qual o que publicamos nas redes sociais e outros deve ter um tempo de estocagem limitado, implementando assim o direito ao "esquecimento digital". Isto é importante principalmente para os adolescentes que escrevem bobagens em seus blogs, o que poderá prejudicá-los mais tarde em sua vida pessoal e profissional. Mas me pergunto qual é o alcance que uma lei destas pode ter se aprovada, pois ela será válida somente para o Web francês e muitas vezes nem sabemos em que país se encontra o server que hospeda nosso site...

Pessoalmente sou uma pessoa muito reservada, dou uma volta enorme no quarteirão para evitar uma vizinha que segue o movimento da rua com binóculos (aqui na França "fofoca" se chama "ragot" e também não é o que falta rs). Não que tenha algo a esconder, mas me incomoda esta ingerência na minha vida, ter a impressão de que ela vigia meus passos. Porisso saber que tudo que faço ou penso quando entro na Internet é acessível a todo mundo (não falo do blog, que é uma exposição voluntária) e para sempre me faz realmente lembrar do "Big Brother" do livro "1984" de George Orwell. Será que estamos caminhando para isto? Ou já estaremos vivendo uma imensa "webrealidade"?


Fonte da imagem
aqui


NÃO PERCA!

A Jugioli também está escrevendo sobre a blogosfera, em um texto magnífico chamado "
Comunicado I (Primavera de 2009)".

E a Fátima também está falando sobre o assunto no seu interessante post "A Questão da Mídia Social".

27.11.09 | Autor: Maria Augusta

Cigarra ou formiga? É verdade que no final de semana estamos mais para cigarra, mas neste post vou trazer um pouco do universo das formigas. Pois é, elas se constituem em uma das espécies mais fascinantes da natureza, possuem uma capacidade de organização fantástica e não temem trabalhar duro para o bem da colônia. As vezes nos chateiam, por exemplo quando atacam as nossas plantas, não é mesmo? Mas não custa nada penetrar no mundo delas para "espionar" como fez este fotógrafo, Alex Wild. Elas são pequenininhas, não dá para vê-las sobre o gramado? Então passe o mouse sobre os textos e veja o que elas estão aprontando, estas danadinhas...

E bom fim de semana para todos!



Fonte :
L'Internaute

Update 28/11/2009


A Georgia nos traz mais sobre as formigas nos comentários :

"Maria Augusta, as operárias vivem de 2 a 3 meses e durante toda sua vida trabalham em prol da colônia.
Você sabia que rainhas de saúvas podem viver até vinte anos, enquanto rainhas de formigas domésticas vivem aproximadamente 2 a 4 anos?

Para a Sonia que sempre tem formiga na cozinha, faca um sachê com gaze e coloque lá dentro cravos da india, elas detestam esse cheiro, rs.
Outra é injetar, com auxílio de uma seringa, uma soluçao 1:1 de água com detergente de lavar-louças dentro das frestas de azulejos e batentes de portas por onde saem as formigas. Esta metodologia deve ser utilizada sempre que as formigas sao observadas, mas nem sempre surte o efeito desejado."
24.11.09 | Autor: Maria Augusta

Nunca tive habilidade manual porisso sempre fugi de bordados, crochês e tudo o que as meninas "prendadas" aprendiam com suas mães ou avós. Mas talvez por não ter o talento nem a paciência requerida para este tipo de tarefa aprecio enormemente quem é capaz de realizá-las e sempre fico admirada diante de um belo bordado, imaginando o tempo que foi necessário para alcançar este resultado e como ele foi criado.

No mundo da alta costura francês existem alguns "papas" desta arte, Hurel e Lesage, que bordam os vestidos de Dior, Chanel, Elie Saab, Giorgio Armani ou Valentino. O primeiro tem um estilo mais despojado, com linhas geométricas e o segundo tende para um estilo barroco, com muitos "paetês". Mas todos os dois trabalham com 2 tipos de bordadeiras, as "lunevilloises" que usam agulhas de crochê ou as "bordadeiras Cornely", que utilizam um máquina de costura com este nome. Apesar da técnica ser ancestral (os bordados datam do Império Persa), segundo eles esta está em evolução constante. Encontrei um "passo a passo" do trabalho deles e coloquei no diaporama abaixo (para entrar, clique na setinha que se encontra abaixo da imagem, à direita), espero que apreciem.

Vídeo realizado nas oficinas de Lesage aqui

Fonte : Le Figaro

21.11.09 | Autor: Maria Augusta

Quando eu era criança adorava me sentar sob a sombra do "caramanchão" formado pelos pés de maracujá e ouvir as histórias que minha mãe contava, saboreando uma limonada geladinha...então estes caramanchões, que aqui são chamados de "pérgolas" ficaram na minha memória, assim como os quiosques no meio do jardim como aquele do filme "A Noviça Voadora". Hoje trago aqui alguns para alegrar com suas flores tua primavera ou teu outono...

Bom fim de semana para todos!


19.11.09 | Autor: Maria Augusta

A fotografia virou uma arte com "A" maiúsculo...a prova é que está se inaugurando hoje em Paris a "Paris Photo", que é para a fotografia o que a FIAC é para a arte contemporânea : uma grande feira representando os principais fotógrafos e galerias do mundo todo. Nela estão representadas 101 galerias, das quais 3/4 são estrangeiras, trazendo fotos antigas do século XIX, modern style, vintage, contemporâneo de ponta, fotoreportagem, fotos de moda, em modos de expressão tão diversos quanto negativos, calótipos, instantâneos sobre papel albuminado, numérico futurista, etc.

Lalla Essaydi mistura fotografia e caligrafia na série «As Mulheres de Marrocos».

Neste ano são homenageados os paises do "Oriente", com as fotos do mundo árabe e do Irã, que possuem fotógrafos prestigiosos representados por galerias dos paises orientais e também europeus. A Fundação árabe para a imagem que se situa em Beirute e que coordena o patrimônio fotográfico árabe também enviou uma parte de seu acervo, principalmente fotos dos séculos XIX e começo do século XX (clique na foto abaixo e depois nas seguintes para ver alguns exemplos).

Nesta feira são entregues também dois prêmios. O primeiro é o Prêmio BMW que tem como tema "Quando você viveu pela última vez uma experiência única?" A resposta foi dada em imagens de várias maneiras e algumaspodem ser vistas clicando na imagem abaixo e nas seguintes. Nas legendas há uma pequena explicação sobre a intenção do fotógrafo.


O outro prêmio conferido durante esta "Paris Photo" foi o dos "Concurso dos Jovens Talentos" que permite aos jovens talentos de serem exibidos na feira. O tema foi "Fronteiras" e também coloquei uma das séries concorrentes que pode ser acessada a partir da foto abaixo.

Mas fiquei me perguntando além da qualidade da foto, como ela pode ser avaliada monetariamente em função da possibilidade de reprodução. Funciona assim : as que são expostas nesta feira tem que respeitar um limite de 10 exemplares e ser assinadas pelo autor. No entanto as galerias estão pressionando os fotógrafos para aumentar o número de tiragens e assim abaixar o preço para que elas alcancem um público mais amplo. Aconselha-se aos colecionadores iniciantes que eles apostem nos talentos emergentes e que escolham uma galeria para "guiá-los". Alguns exemplos de preço? Na Galeria Lumas os preços das tiragens a 100 exemplares variam de aproximadamente 500 a 5000 euros segundo o artista, com uma maioria abaixo de 1000 euros...mas as desta feira podem subir a preços muito mais altos.

Mais algumas fotos da "Paris Photo" deste ano, sempre no mesmo esquema, clicando e avançando,para quem gosta de belas fotos, vale a pena vê-las e também o site do evento (aqui).


17.11.09 | Autor: Maria Augusta

Mais uma vez o Bloggincana nos proporciona um passeio pela blogosfera, desta vez ampliando o raio de ação além de seu universo dos blogs inscritos. Então lá vamos nós, viajar pelo mundo virtual procurando os bons blogs. E não foi preciso ir muito longe, conheço vários, entre os quais destaco, sem ordem de preferência, todos me agradam igualmente, cada um no seu estilo :

© Luz de Luma

Luz de Luma,yes party! - acredito que todos o conheçam, a Luma é uma verdadeira referência na blogosfera. Seu espectro de pontos de interesse é como o paraquedas de seu cabeçalho, sempre aberto, ela fala de livros, de música, de cozinha, de cinema, de filosofia, sem evitar a política e as causas polêmicas. Sua sidebar mostra o quanto ela é engajada, nela podemos encontrar dezenas de lembretes para a defesa de causas que ela abraça fervorosamente, sem "papas na língua". Ela desmistificou a idéia de que os posts longosrecebem poucos comentários, pois os seus sejam longos ou curtos as pessoas vem para comentar. E por falar na Luma, hoje dia 17 de novembro é seu aniversário. Parabéns, Luma, muita luz para você!


©Diogo-Plinio Pierry-Alexandre Marinho

Caliandra

No jardim de dona Maricota tinha "caliandra",

Mas ela nunca soube.

Tinha vassourinha

Esponjinha-vermelha

Broche-rubi-de-princesa.

Mimosinha.

Tantos nomes possuía a flor.

Porém, caliandra, ali ninguém conhecia.

Minha escolha recai também sobre um blog da Elma Carneiro, o Caliandra do Cerrado. Porquê? Porque ela nos traz as belezas do Centro-Oeste brasileiro, com suas flores e frutos do cerrado, o rio Araguaia, as grutas desta região, com um rigor de informação e riqueza de detalhes e fotos estonteantes, cada post seu é uma verdadeira viagem ao centro do Brasil, o que está em cartaz fala do tuiuiú, o magnífico pássaro símbolo do Pantanal. Gosto demais!


©Teresa Abreu

Um blog que também frequento com prazer é o da Teresa Abreu, "As time goes by..." que é o sucessor do "La vie est belle". Pois é, a Teresa que trabalha para o governo brasileiro morou em Paris durante vários anos e agora mudou para Dublim, também a serviço. Ela é uma pessoa de grande sensibilidade e cultura, escreve divinamente bem e seus blogs contam principalmente seu dia-a-dia e sua interação com estes paises, sempre de coração aberto. Recomendo sem reservas!



Se você não conhece algum dos blogs citados não hesite a ir visitá-lo, vale a pena! Et voilà cumpri minha tarefa com prazer e desta vez não foi na última hora. Eduardo e Jorge, obrigada por mais esta rodada do Bloggincana.
14.11.09 | Autor: Maria Augusta







Estas fotos são mostradas no item "Peixes e Frutos do Mar" do "Festival Internacional de Foto Culinária" que está acontecendo de 6 a 15 novembro em Paris, e que inclui além do concurso de fotos, um percurso cultural e gourmand pelos restaurantes, hotéis e lugares diversos, conferências, debates e oficinas de fotos culinárias. É para abrir o apetite!


Bom fim de semana a todos!


Fonte : L'Internaute


Update (15/11/2009)

Como bem ressaltou a Wania nos comentários, a blogosfera está apetitosa neste fim de semana, além da Georgia que está falando sobre "
Corn Flakes ou Sucrilhos", a Luma está trazendo uma receita com um passo a passo detalhado de sua "Quesadilla preguiçosa à minha moda". Bom apetite!

11.11.09 | Autor: Maria Augusta

Sempre digo que sou paulistana e que estou nanceiense...afinal nasci na cidade de São Paulo no dia de seu aniversário e no Hospital São Paulo. Logo esta cidade está na minha pele e por mais terras que eu percorra, estou sempre de olho no que nela se passa...Mas não posso negar que ela tem seus problemas, é uma cidade "sem rosto", na sua ânsia de modernidade e gigantismo, não se preocupou muito com a conservação de seu patrimônio. Toco neste assunto porque recentemente encontrei um site Web chamado "São Paulo Abandonada", mantido por um fotógrafo (Douglas Nascimento) e uma historiadora (Glaucia Garcia de Carvalho), que faz um recenseamento de todos os prédios, casas, monumentos, usinas, templos, que estão em estado de abandono na cidade. Eles procuram também se documentar sobre as razões do abandono e cada foto tem uma história para contar. O objetivo é guardar as imagens como uma memória da cidade que poderá ser vista pelas gerações futuras, principalmente no caso dos imóveis que serão demolidos. O site também serve para chamar a atenção dos moradores dos bairros para o problema, para que eles pressionem as autoridades competentes para resolvê-lo. Todos que conhecem imóveis nesta situação podem colaborar com o site, basta enviar a denúncia que eles irão ao local fotografar. Sei que sempre trago aqui coisas mais agradáveis sobre minha cidade, mas acho que mostrar o que deve ser melhorado e resolvido também é importante. Vejam só alguns exemplos do que já foi catalogado, todas as fotos são de Douglas Nascimento (clique na foto para ver o diaporama) :


Site "São Paulo Abandonada e Antiga", AQUI


Update (12/11/2009)

Enviei um e-mail ao Douglas Nascimento perguntando quais foram até agora os resultados do trabalho que eles realizaram no "São Paulo Abandonada e Antiga". Aqui está sua resposta :


"Olá Maria Augusta, como vai ?


Muito obrigado pelas suas palavras, me deixa bastante enaltecido. Também adorei seus escritos sobre o site.


O site tem atualização constante e ainda esta semana teremos cerca de 12 novos pontos adicionados na região da zona norte de São Paulo.


Não tivemos ainda nenhum caso de "reabilitação" de imóvel, mas com a ação do site já conseguimos reverter duas invasões de imóveis (ambas flagradas ao vivo pelo site) e fazer a prefeitura recuperar a fonte Monumental, que havia sido pichadas por vândalos.


No caso dos imóveis, nossa ação foi fundamental para a polícia e prefeitura agir e retomar os imóveis (um deles pertencente ao empresário e apresentador Sílvio Santos) e no caso da fonte, já estava pichada e a prefeitura só agiu após denunciarmos no site com exclusividade, e que depois foi retransmitido pela Bandnews FM e CBN.


Esperamos que em breve mas imóveis e monumentos possam ser reabilitados.

Continue sempre conosco.

Abraços,


Douglas
"

Muito obrigada pela resposta, Douglas, nós estamos torcendo para que o trabalho de vocês dê muitos frutos.


9.11.09 | Autor: Maria Augusta

(Cookie and Milk by Randomglitch on DeviantART)


O que é ser poeta?

O que é ser poeta?

É ter muito conhecimento e entender de métrica?

O que é ser poeta?

É achar a palavra certa e falar como um profeta?

E omitir tudo que espeta e deixar de lado o que a vivência coleta?

O que é ser poeta?

Não... não é nada disso!!!


Ser poeta...

É pegar tudo que nos inquieta,

Mais o que a nossa visão de lupa coleta,

A palavra mais dileta,

A dor mais secreta,

A mágoa que alfineta,

Tudo que a saudade engaveta,

A felicidade mais concreta,

E os sonhos que a vida arquiteta,

Misturar tudo bem direitinho

E servir para todo mundo

Com bolacha e leite quentinho!


(Wania)


Mais uma vez abrimos aspas para a poesia com grande prazer a convite da Lunna...e mais uma vez nossa escolha recaiu sobre uma poeta da blogosfera. Trata-se da Wania nossa encantadora poeta do blog Encantaventos. Sua poesia é cheia de sensibilidade e magia, sua mente alça vôo como um pássaro em torno dos temas mais diversos, por um lado a delicadeza de suas recordações de menina, a sensualidade de sua vivência de mulher, a responsabilidade da médica e cidadã que ela é, tudo é traduzido em versos, mesmo suas dores mais profundas. E um aspecto que me agrada particularmente, é que ela conseguiu reconciliar a matemática com a poesia, e o resultado é surpreendentemente belo. Depois de nos ter explicado no poema acima o que é ser poeta, trago aqui alguns trechos de seus poemas...são apenas extratos, se quiserem vê-los na íntegra, vão até o Encantaventos...



Update (09/11/2009)


Nos comentários a Wania gentilmente nos conta como a poesia entrou em sua vida :

"...Olha, a poesia chegou na minha vida num momento muito importante de escolhas de caminhos e novas direções. Sempre tive enorme amor pelas palavras, mas nunca tinha escrito pra valer. Depois de uma Oficina de Crônicas que fiz com o poeta Fabrício Carpinejar em fevereiro deste ano, acho que alguma portinha se abriu dentro de mim. Comecei o meu Encantaventos devagarzinho e as palavras começaram a brotar e a brotar e os amigos começaram a chegar e a chegar, trazendo o doce néctar dos seus comentários para alimentá-lo.

Procuro escrever com a pena do meu coração retratando as coisas de um jeito simples que é o jeito que eu gosto de viver a minha vida e o jeito que mais aprecio nos outros poetas que admiro. Escrevo sobre o amor porque sem ele eu não sei viver, escrevo sobre a minha profissão (pediatria) que me traz, além do sustento material, o amparo emocional no retorno de cada sorrisinho que “eu” trago de volta para o rosto de uma criança, escrevo sobre a minha vida que, felizmente, sempre foi muita rica em vivências e carinho e, como tu bem disse, escrevo sobre a matemática, que é um amor antigo que não pode ir adiante porque a vocação para a Medicina já nasceu comigo..."
6.11.09 | Autor: Maria Augusta

Mais uma vez graças ao Bloggincana faço uma descoberta blogosférica. E como dizem aqui le hasard fait bien les choses (o acaso faz coisas bem feitas), este fez com que o blog sobre o qual devo falar é muito simpático.

Trata-se do "Roseba fotografando" de autoria da Rosani, uma paranaense que se define como alguém que gosta de cães, tricô e blogs...como também gosto destas três coisas, pensei logo que era um bom começo para a exploração do seu cantinho. E não me decepcionei...logo na entrada o cabeçalho traz a Minie, um personagem que me fez lembrar da minha infância. Aliás, o template é bastante original tipo scrapbook, o que vai bem com o espírito do blog, onde a Minie volta varias vezes ilustrando alguns posts e a sidebar. Pelo que percebi, trata-se de um blog bastante familiar, na barra lateral ela nos apresenta seus entes queridos de forma muito carinhosa.

Os três últimos posts são :

Sabedoria - uma lista de conselhos preciosos sobre a arte de viver fornecidos por uma mulher de noventa anos (não é ela)

Duelo de banjo x violão do filme "Amargo Pesadelo" : que foi o meu escolhido, pois mostra uma cena tocante no qual um menino autista sai momentaneamente de seu isolamento para dialogar musicalmente graças a seu banjo com um passante que toca violão. Já conhecia, mas gostei de ver de novo, é muito tocante!

Selinhos da Débora : a resposta a um desafio onde ela descreve as coisas que ela considera apaixonantes na vida.

E aqui vai a reprodução do post escolhido :

O vídeo é uma cena verídica.

O garoto não é ator, apenas um autista que residia no local onde estavam sendo feitas as filmagens de "Amargo Pesadelo"... A equipe parou em um posto de gasolina para abastecer e aconteceu a cena mais marcante que o diretor teve a felicidade de encaixar no filme. Vale a pena o duelo, a beleza do momento e, mais que tudo, a alegria do garoto. Reparem na expressão do garoto.

No início está triste, mas à medida que toca seu banjo ele cresce com a música e vai se deixando levar por ela, até transformar sua expressão em um sorriso contagiante, contaminando todos com sua alegria, a alegria de um autista que é resgatada por alguns momentos, graças a um violão forasteiro.

O garoto brilha, cresce e exibe o sorriso preso nas dobras da sua deficiência, que a magia da música traz à superfície. Depois, ele volta para dentro de si, deixando sua parcela de beleza eternizada "por acaso" no filme Amargo Pesadelo (1972).


Mas uma coisa incrível que vi no seu blog foi seu "bichinho virtual", o "Bo Bau"...não sei que bichinho é este, mas que gracinha...passe o mouse em torno dele e/ou pegue algo para alimentá-lo clicando nos objetos onde está escrito "More" para ver sua reação...é demais!

Se não gostei de algo no blog da Rosani? Se quisesse ser chata eu diria que não gostei do post "Dicionário da Mulher" (meu lado feminista ataca de novo) e da posição dos anúncios logo abaixo do post em cartaz. Mas são pequenos detalhes que não retiram nada ao charme do blog, afinal "o que seria do azul se todos gostassem do amarelo?"

Agradeço ao Jorge e ao Eduardo por mais esta oportunidade de interação com a blogosfera!



4.11.09 | Autor: Maria Augusta

Escrever há alguns dias sobre Asterix, assistir a uma conferência sobre a história de uma cidade aqui do leste da França, ler na blogosfera sobre a história de Portugal e Espanha, me fizeram pensar no papel que os romanos desempenharam na formação de nossa civilização "ocidental". Muitos povos conquistaram e subjugaram outros pela força de seus exércitos como eles, mas poucos deixaram vestígios tão fortes, como por exemplo a própria origem de vários idiomas e monumentos que podem ser vistos até hoje, 2000 anos depois. E o que quer dizer Astérix quando diz : "Estes romanos são loucos?"

Lendo um pouco sobre o assunto encontrei algumas explicações. Segundo os historiadores, Roma pilhava e saqueava como todos os conquistadores, mas depois impunha aos vencidos a "Pax Romana", manifestando o desejo de associá-los ao Império, pela participação dos autóctones na vida política e trazendo para cada província o "way of life" romano, com as residências, arenas, teatros, templos, aquadutos, estradas... e seu gosto pela diversão : « Segundo o calendário de Roma, no fim da República, os 65 dias de jogos públicos se repartiam assim : 48 de teatro, 13 para o circo, 4 consagrados aos concursos hípicos, os jogos de anfiteatro não ocorriam ainda nesta época... No século IV, o número de dias atinge 175 : o teatro, com 101 dias vem sempre em primeiro lugar, depois o circo (64), e depois o anfiteatro (10)».( fonte : P.-M. Duval, Vie quotidienne, p. 266). Quanto às religiões, pelo menos na "Gália", encontraram-se evidências de que o culto aos deuses existentes antes da invasão eram tolerados em carater doméstico, enquanto a presença nos templos romanos mostrava a lealdade em relação ao Império. Isto até o ano de 313, quando a religião oficial do Império Romano passou a ser o cristianismo.

Claro que haveria muito ainda sobre o que falar, mas no momento estou só no começo de minhas pesquisas sobre esta época...à medida que for descobrindo mais vou trazendo para cá, assim quem gosta de História também pode aproveitar. No diaporama abaixo, alguns monumentos galo-romanos existentes na França :










1.11.09 | Autor: Maria Augusta
Com estas fotos obtidos pelo satélite e divulgadas pelo "Earth Observatory" da NASA, presto homenagem neste "Ecological Day" à beleza de nosso planeta...ao som da voz deste "extraterrestre", que a deixou tão prematuramente.

(clique na imagem para ouvir a canção e ver o diaporama)


Earth Song* (Michael Jackson)

O que vai ser do nascer do sol?
E da chuva?
O que virou tudo
Que você disse que iríamos ganhar?
E os campos de extermínio?
Vamos ter uma descanso?
E o que vai ser de tudo
Que você disse que era meu e teu?
Você já parou pra pensar
Sobre todo o sangue derramado?
Já parou pra pensar
Que a Terra, os mares estão chorando?

Aaaaaaaaaah Aaaaaaaaaah

O que fizemos com o mundo?
Olhe o que fizemos
E a paz
Que você prometeu a seu único filho?
O que viraram os campos floridos?
Vamos ter um descanso?
O que viraram todos os sonhos
Que você disse serem teus e meus?
Você já parou pra pensar
Sobre todas as crianças mortas com a guerra?

Aaaaaaaaaah Aaaaaaaaaah

Eu costumava sonhar
Costumava viajar além das estrelas
Agora já não sei onde estamos
Embora saiba que fomos muitos longe

Aaaaaaaaaah Aaaaaaaaaah
Aaaaaaaaaah Aaaaaaaaaah

O que vai ser do passado?
(E de nós?)
E dos mares?
(E de nós?)
O céu está caindo
(E de nós?)
Não consigo nem respirar
(E de nós?)
E a terra sangrando?
(E de nós?)
Não conseguimos sentir as feridas?
(E de nós?)
E o valor da natureza?

(ooo, ooo)

É o ventre do nosso planeta
(E de nós?)
E os animais?
(E de nós?)
Fizemos de reinados, poeira
(E de nós?)
E os elefantes?
(E de nós?)
Perdemos a confiança deles?
(E de nós?)
E as baleias chorando?
(E de nós?)
Estamos destruindo os mares
(E de nós?)
E as florestas?

(ooo, ooo)

Queimadas, apesar dos apelos
(E de nós?)
E a terra prometida?
(E de nós?)
Rasgada ao meio pelos dogmas
(E de nós?)
E do homem comum?
(E de nós?)
Não podemos libertá-lo?
(E de nós?)
E das crianças chorando?
(E de nós?)
Não consegue ouvi-las chorar?
(E de nós?)
O que fizemos de errado?

(ooo, ooo)

Alguém me fale o porquê
(E de nós?)
E dos bebês?
(E de nós?)
E dos dias?
(E de nós?)
E de toda a alegria?
(E de nós?)
E do homem?
(E de nós?)
O homem chorando?
(E de nós?)
E de Abraão?
(E de nós?)
E da morte de novo?

(ooo, ooo)

A gente se importa?


Este post faz parte da blogagem coletiva "Ecological Day" que ocorre no dia 2 de cada mês, concebida pela Sonia Mascaro e que a partir de agora é organizada pela Mylla Galvão no blog "Vidas Linha". PARTICIPE!




*Letra em inglês de "Earth Song"
AQUI
Fonte do diaporama : L'Internaute
29.10.09 | Autor: Maria Augusta

(Uderzo pour Le Figaro Magazine)

E o baixinho enfezado hoje está completando 50 anos. Nascido do gênio dos amigos Gosciny e Uderzo e destinado inicialmente ao público francês, ele apareceu juntamente com seu amigo Obelix em 1959, contrariando as pesquisas de opinião da época, que pediam "heróis" bonitos e jovens e que lidassem com problemas atuais. A proposta dos dois foi um personagem que caracterizava bem o francês típico : engraçado, resmungão e bon-vivant...e assim surgiu Asterix, que, para contrabalançar sua pequena estatura e esperteza, ganhou um amigo, Obelix, gordo e naïf.

(2009 Les Éditions Albert René/Goscinny-Uderzo) Fonte : Le Figaro

Criados os personagens principais eles os colocaram em um vilarejo gaulês com seus personagens típicos segundo o imaginario popular : um bardo, um druida, os guerreiros, e para completar o quadro o vilarejo se bate bravamente contra o invasor romano, cuja força é contrabalançada no lado gaulês pela poção mágica do druida...encarnando assim um outro traço do comportamento francês, a resistência contra a ordem estabelecida.Mas o que eles não esperavam é que o sucesso de Asterix e Obelix ultrapassasse fronteiras e fosse traduzido em 107 línguas, vendendo 325 milhões de exemplares.

(2009 Les Éditions Albert René/Goscinny-Uderzo)

E a saga Asterix vai continuar...mesmo depois do desaparecimento de Gosciny em 1977, Uderzo continuou com o projeto e já está "passando a bola" para a frente para que os simpáticos personagens continuem a existir para sempre...e para comemorar o meio século de Asterix, ele está lançando um álbum chamado "O Aniversário de Asterix, o álbum de ouro", que foi recebido com muitos aplausos pelos fãs...Um outro presente que Asterix e Obelix receberam foi um "relooking" : a pedido do jornal "Le Figaro" alguns costureiros (Sonia Rykiel, Christian Lacroix e a dupla Marithé e François Girbaud) os vestiram para adaptá-los para os dias atuais. Clique na imagem abaixo e depois nas seguintes para ver o resultado...

26.10.09 | Autor: Maria Augusta

Nos dois últimos anos falei da FIAC, a feira internacional de arte contemporânea que acontece anualmente em Paris trazendo os artistas modernos e contemporâneos. Não se trata de uma exposição de museu, as galerias que os representam trazem suas obras para serem vendidas, logo o sucesso ou fracasso desta feira funciona como um termômetro do mercado da arte. A do ano passado aconteceu na época do pico da crise econômica, mas dizemque isto não a afetou muito. E a deste ano que aconteceu na semana passada (com 210 galerias e 4200 artistas) e que se encerrou ontem, foi considerada a mais bonita entre todas as feiras de arte moderna e contemporânea que aconteceram recentemente.

Não fui a Paris para vê-la, mas a acompanhei pela imprensa com atenção e a maioria dos comentários sobre ela dizem que foi uma feira "comportada" : nada de loucuras ou provocações, e segundo o jornal L'Express "...os stands apresentam então pouco de vídeo e de instalações intelecto-conceituais mas reservam uma parte importante à fotografia e à pintura, que afirma mais que nunca, sua supremacia. Sinal dos tempos? Poucas obras, seja qual for seu suporte, fazem eco às preocupações políticas ou sociais. A tendência é à abstração, às explorações gráficas, ao onírico ou ainda ao humor. Como se se quisesse absolutamente esquecer a morosidade ambiente..."

Uma grande atração desta FIAC 2009 foi o chamado "Projeto Moderno". Neste, as galerias "peso-pesado" da arte moderna e contemporânea trouxeram obras de qualidade "museal", o que foi um fato inédito para uma feira. Apresentaram Picasso, Léger,Bacon, de Brancusi, Calder, Mondrian, enfim nomes consagrados da arte do século XX.

E com esta FIAC soube que aqui em Nancy (quem diria...) temos uma galeria que se coloca entre as melhores da França e do mundo em termos de arte contemporânea, a "Art Attitude Hervé Bize"...preciso dar uma passada por lá rs. Mas vamos dar um passeio pela FIAC no vídeo abaixo, desta vez não tem coisas assustadoras, podem entrar tranquilos...

As fotos do vídeo são de Christine Barbe para o site OUVRETESYEUX.FR

E para quem aprecia a arte moderna e a arte contemporânea, recomendo enfaticamente o site da FIAC, este link AQUI aponta para a página dos artistas, clique nas miniaturas que lá estão para ver as obras, está muito bom!

23.10.09 | Autor: Maria Augusta
Neste fim de semana, talvez você resolva ir ao cinema, é sempre uma boa opção, principalmente quando chove, não é mesmo? Só ou acompanhados, podemos passar bons momentos, principalmente quando vamos ver "aquele" filme, do qual esperamos ansiosamente a saida. Mas...depois que entramos na sala e nos instalamos, às vezes pessoas que não sabem se comportar podem estragar nosso prazer. Clique na seta abaixo da imagem (à direita), entre no cinema e veja como lidar com elas rs...

19.10.09 | Autor: Maria Augusta

*Passa uma borboleta por diante de mim

E pela primeira vez no Universo eu reparo

Que as borboletas não têm cor nem movimento,

Assim como as flores não têm perfume nem cor.

A cor é que tem cor nas asas da borboleta,

No movimento da borboleta o movimento é que se move,

O perfume é que tem perfume no perfume da flor.

A borboleta é apenas borboleta

E a flor é apenas flor.











Quem veio primeiro, o criador ou a criatura? Se não houvesse criatura existiria criador? Mas o que importa nossa vã filosofia, a criação é algo fascinante...captar uma idéia "que está no ar" e transformá-la em algo concreto, que se pode ver, sentir, tocar. Já que Alberto Caieiro nos falou em perfume, a curiosidade que tenho sobre esta transformação me fez seguir os passos de um criador, ou melhor, de uma criadora...Alexa Boden-Reider é uma designer que, embora não seja um "nariz" nem perfumista, cria frascos de perfume, estes verdadeiros objetos de arte que tanto valorizam seu conteudo...e nos desvenda a concepção de seu "produto", no caso um frasco para o perfume B, de Boucheron.

Segundo ela, o primeiro cuidado é imaginar o universo da pessoa ao qual o frasco é destinado, os objetos que a cercam, os gestos que ela fará para abri-lo...As cores e os materiais evocam a tradição da marca. Em seguida, como esta tem renome na joalheria, o recipiente é concebido tendo como base suas técnicas, sendo que o produto final é um frasco clássico encastrado em um bloco de vidro, assim como a gema que compõe uma jóia se encastra em sua estrutura. Mas vamos ao passo a passo do desenvolvimento, como se passou da etapa da idéia à etapa de produto : (clique nas setas para virar as páginas)

Sou uma grande fã dos frascos de perfume, tenho até uma pequena coleção de miniaturas destes, porisso trouxe para vocês o procedimento para sua criação. Mas e vocês, os pintores, os escultores, os escritores, os poetas que fazem parte dos meus visitantes, como vocês fazem para criar? A inspiração está mesmo "no ar"? E a passagem desta à concretização, é automática ou é como um parto? Desculpem minha xeretice, mas acho este assunto fascinante...

Fonte : Le Figaro

*Poema : Passa uma Borboleta (do "Guardador de Rebanhos" - Alberto Caeiro)

A idéia de trazer esta musica foi inspirada pelo post "There's a perfume burning in the air" do Caminhar (merci, Laura!).


Update (21/10/2009)

NÃO PERCAM! A Vi postou (aqui) sobre o trabalho da designer Mary Katrantzou, que usa frascos de perfumes nos grafismos de seus vestidos. Lindo demais!


18.10.09 | Autor: Maria Augusta
Photobucket
(clique na imagem para visualizar o diaporama)

Aqui o tempo das flores já se foi, entramos na estação das folhas mortas...mas na outra metade do mundo é primavera, o momento de sair para ver os belos jardins e seus magníficos canteiros de flores! Talvez ainda esteja fazendo frio ou chovendo, o tempo ainda não permite de fazê-lo. Mas como é sempre agradável olhar para as flores eu as trago aqui para iluminar o seu dia.

Um bom domingo para todos!

16.10.09 | Autor: Maria Augusta

(Clique na imagem para ampliá-la)

Este desenho se chama "A Bela Milanesa" e sua autoria era atribuida até o momento a um artista da escola alemã do século XIX. No entanto seu proprietário encontrou algo de peculiar nele que lembrava os mestres da Renascença. Enviou-a para exame no laboratório francês Lumière e este encontrou no quadro certos indicios que corroboram esta hipótese, e os especialistas afirmaram mesmo que ele pode ter sido feito por Leonardo da Vinci.

Segundo o professor Martin Kemp, um emérito professor de arte em Oxford, entre as provas apresentadas está uma impressão digital que é "altamente comparável" à uma outra que da Vinci deixou em seu quadro São Jerônimo, que se encontra no Vaticano. As técnicas usadas também são semelhantes às do autor da Mona Lisa : verificou-se que a aplicação da tinta foi feita por um canhoto como é o seu caso e observou-se também uma palma da mão sobre o pescoço da jovem retratada, o que fazia Leonardo da Vinci para dar uma impressão de textura de pele e criar sombras. Além disto, existe uma grande semelhança entre este desenho e o "Retrato de uma moça de perfil" de Leonardo da Vinci, que está no Palácio de Windsor.

O desenho que mede 33cm x 22cm teria sido realizado em 1496 e representaria a jovem Bianca Sforza, filha do duque Ludovico de Sforza, de Milão, para quem Leonardo da Vinci realizou outros retratos familiares. Este teria sido pintado um pouco antes do casamento da menina, que tinha então 14 anos e que morreu 4 meses depoisdas núpcias.

Vários especialistas do mestre florentino já concordaram que esta obra seria mesmo de sua autoria. Quem deve estar muito feliz com esta descoberta é o proprietário do desenho, um canadense que o comprou em um leilão por 19000 dólares...e agora seu preço passaria a 100 milhões de dólares, caso seja confirmado que ele foi mesmo feito por Leonardo da Vinci! Em todo caso para quem desejar vê-lo, está prevista sua inclusão em uma exposição de pintores da Renascença que acontecerá no próximo ano na Suécia...