5.12.09 | Autor: Maria Augusta

Photobucket

Moulin Rouge Daniel Authouard (daqui)

O Moulin Rouge, o mais tradicional cabaré de Paris, está completamente 120 anos, sempre fiel ao espírito no qual foi criado : um palácio para a mulher, o glamour, a dança e a festa. No palco, dançarinos, palhaços, cômicos fazem o espetáculo...na platéia uma gigantesca pista de dança para o público. Ele foi o berço do "french can can", a dança endiabrada e acrobática que marcou Paris, e que celebrizou artistas como "La Goulue", musa de Toulouse-Lautrec na sua série de telas dedicadas a este cabaré, e Mistinguett, com suas valsas. Atualmente continua fazendo sucesso e seus jantares-espetáculos atraem turistas vindos do mundo todo, sendo que nele são abertas anualmente 240000 garrafas de champanhe. E é neste clima de festa parisiense que desejo a vocês um "Bom fim de semana" !




Fonte : LePoint.fr

Veja também, é muito bonito : "O Moulin Rouge visto pelos pintores" aqui.
Categoria: |
You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

18 comentários :

On 5 de dezembro de 2009 11:08 , Eduardo P.L disse...

Não poderia ser melhor o desejo de um bom fim de semana ao som e imagens desse palácio da música e da diversão! Uma lenda!

Bjs e bom fim de semana para você também!

 
On 5 de dezembro de 2009 12:14 , Georgia disse...

Maria Augusta, 120 anos, nossa!

Que final de semana quente esse que você nos desejou, rs.

No dia em que eu for à Paris quero assistir um espetáculo ai, afinal de contas esse é um lugar que deve ter muitas histórias, ô se nao tem, rs.

Obrigada pelo fim de semana e para vocês também.

Beijao

 
On 5 de dezembro de 2009 14:29 , Regina d'Ávila disse...

Isto sim é um Bom fim de semana..
Que presente..
Parabéns amiga,
Desejo o mesmo.
Super beijos,
Rê.

 
On 5 de dezembro de 2009 15:42 , Wania disse...

Maria Augusta

Que delícia de final de semana, embalado pelo can-can e toda a sua comita no Moulin Rouge!

Merci...
J'adore Paris!!!!!!

Bon week-end à vous aussi!
Bisous


PS: também estou citando Paris lá no meu Encantaventos... que sintonia a nossa!!!!

 
On 6 de dezembro de 2009 01:07 , .Lis disse...

Paris! o sonho de quase todos , e Moulin Rouge , o cabaré luxuoso e inatingível pra mim.Só em sonhos rsrs
Bom fim de semana e obrigada pela beleza pariense.
Abraços

 
On 6 de dezembro de 2009 02:09 , Fatima Cristina disse...

Oi Maria Augusta!

120 anos de muito sucesso, não?

Fui lá uma vez com meu irmão, em 94. Adorei o show. Riquíssimo em producão e a danca então, nem se fala. Ainda tenho uma lembrancinha de lá (uma caixinha de fósforo) com a minha foto, feita por eles na hora do jantar.

Ótimo final de semana para você também.
Beijos!

 
On 6 de dezembro de 2009 02:32 , João Menéres disse...

MARIA AUGUSTA, novamente (sempre!), trazes "artigo" fino, de muita qualidade.
Além do MOULIN, conheço outros: Crazy Horse, Lido e o Folies, para só referir aqueles a que já fui duas vezes (sempre para confirmar...).
O MOULIN ROUGE, seja pela sua própria história, seja pelo ambiente, seja pelo "charme" ou pela qualidade dos seus espectáculos, também, quanto a mim, supera qualquer dos outros.
Tem uma magia única.

Obrigado, por mo voltares a trazer à hora própria!

Um beijo.

 
On 6 de dezembro de 2009 10:34 , Maria Augusta disse...

Eduardo, é uma lenda mesmo, e bem parisiense, tanto quanto o "Crazy Horse" tem um espírito "saloon" americano, ele tem um ambiente completamente francês.
Abraços.

Georgia, ele tem sim muitas histórias, a de Toulouse-Lautrec está muito ligada à ele. Vários filmes já foram feitos o tendo como cenário ou tema principal, o último que vi foi o "Moulin Rouge" com a Nicole Kidman.
Um grande beijo.

Regina, um pouquinho de espírito festivo sempre faz bem, né? Principalmente porque os assuntos da semana foram muito sérios rs.
Beijos para você.

Wania, é verdade que estamos em sintonia, isto acontece sempre aqui na blogosfera. Também gosto muito de Paris e nada é mais parisiense que o Moulin Rouge, né?
Um grande beijo.

Lis, eu também nunca fui ao Moulin Rouge, escrevi sobre ele porque está fazendo aniversário de 120 anos e é um símbolo de Paris, vi seus espetáculos na televisão. Deve ser caro, mas acho que vale a pena ver pelo menos uma vez.
Um beijão para você.

Fátima, os espetáculos destes cabarés parisienses como o Moulin Rouge, o Crazy Horse, o Lido, são muito caprichados, começando pela seleção das dançarinas que é espartano. Que legal que você viu de perto e guardou uma boa lembrança.
Um grande beijo.

João, então você é um "habitué" dos cabarés parisienses, e teu depoimento confirma que entre todos o espetáculo do "Moulin Rouge" é o melhor, é bom saber.
Um abração.

 
On 6 de dezembro de 2009 14:13 , Marco disse...

Uma das mais famosas lendas parisiense, lembro que quando eu era moleque ouvia falar muito no Moulin Rouge, meu pai dizia querer ir a Paris apenas para assistir ao Can Can e minha mãe ficava maluca, ciumenta que só e ele, claro, provocava.
Grande abraço

 
On 6 de dezembro de 2009 18:05 , sonia a. mascaro disse...

Quanta alegria e vibração neste post sobre o Moulin Rouge, Maria Augusta! Você se superou hoje, sincronizando a música do can-can com as fotos! Ótimo o link para o "Le Moulin Rouge vu par les peintres".

Eu ainda não vi o filme Moulin Rouge, com a Nicole Kidman. Minha filha achou muito bom. Não é um filme novo (2001). Vi agora no Google que ele venceu em 2002 o Oscar nas categorias de melhor direção de arte e melhor figurino.

Legal que você gostou da minhas indicações para o BlogGincana. É como o Eduardo diz, a função é mesmo essa, divulgar novos e bons blogs.
Um ótimo domingo para você também.
Beijos.

 
On 6 de dezembro de 2009 20:40 , Luma Rosa disse...

Assisti "French Cancan", um marco na carreira de Renoir. Ele fala da formação do "Moulin Rouge" e de extremos que se tocam - mostra Toulouse-Lautrec, sendo a encarnação de uma aristocracia lançada no mundo do vício que encontra no submundo da escala social e moral, a dignidade que não encontrava na nobreza de sangue.
Aqui em casa assistimos sempre ao filme - Júlio ama! Não sei se pelas músicas, que ele canta todas, não sei se pelas danças - porque me adora puxar para dançar ou se é pela beleza de Nicole. Bem, eu assisto de bom grado, pois é uma época que adoraria ter vivido! Então, aceito a sugestão de passar um fim de semana à Moulin Rouge.
Quanto à beleza de Nicole, farei um tira-teima com "Nine" que será lançado no Brasil somente em 15 de Janeiro. Jusque-là est la question! Beijus,

 
On 6 de dezembro de 2009 22:13 , jugioli disse...

Adoro o que Degas pintou nos cabarés.
Ainda preciso conhecer, esse de Paris.

bjs.

 
On 7 de dezembro de 2009 01:23 , João Menéres disse...

"habitué", não será o caso!
Não te esqueças que sou um jovem de 75 Outonos e que sempre viajei...

Um beijo.

 
On 7 de dezembro de 2009 08:41 , Maria Augusta disse...

Marco, o "can can" é um dança meio ousada, alguns dizem que não é de muito bom gosto, mas é uma verdadeira marca de Paris, sem dúvida.
Um abração.

Sonia, realmente o filme não é recente, mas dá uma boa idéia do ambiente que reinava atrás dos bastidores na época.
Gostei muito dos blogs que você indicou, especialmente o "Animal Artificial", que trata de assuntos que aprecio (e que são raros na blogosfera, como a astronomia) de modo leve e abrangente ao mesmo tempo.
Um beijão para você.

Luma, a "Belle Epoque" é mesmo fascinante, cheia de alegrias e confiança no futuro. Quanto à Nicole Kidman, aqui ela está diariamente na televisão na publicidade para uma bebida, que lembra muito aquela que ela fazia para o perfume n° 5 de Chanel, com o Rodrigo Santoro.
Beijos.

Ju, muitos pintores se inspiraram neste ambiente dos cabarés, e o Moulin Rouge é o mais mítico deles.
Um grande beijo.

João, verdade que você não é "habituê", mas como você os conhece todos, tua opinião comparativa é muito interessante.
Abraços.

 
On 7 de dezembro de 2009 09:56 , Georgia disse...

Eu tenho o DVD desse filme aqui Maria Augusta.

Bom dia!!!

Boa semana

 
On 7 de dezembro de 2009 11:52 , ElmaCarneiro disse...

Maria Augusta
Você nos trouxe muita alegria e história neste final de semana com o Templo da Alegria, gostei muito do clima parisiese que foi criado no seu espaço.
Devo tirar umas férias neste final de ano, então ficarei ausente por alguns dias dando uma pausa nas postagens também.
Desejo tudo de bom para você e tenha uma linda semana.
Beijooo

 
On 7 de dezembro de 2009 14:14 , Lunna disse...

Lembro do filme com a Nicole Kidman, mas não se porque nunca me chamou a atenção e confesso não ter assistido. Acho que essa "Belle Epoque" não me fascina e nem sei dizer a razão. E lha que eu sou uma fã do trabalho de Toulouse-Lautrec que retratou a vida boêmia e sua degradação renegando seu passado aristocrático. Sei lá, coisas da Lu, rs
Beijos e boa semana carissima

 
On 8 de dezembro de 2009 08:09 , Maria Augusta disse...

Georgia, este filme dá uma boa idéia do que era o ambiente no começo do século passado.
Beijos.

Elma, boas férias e Boas Festas.
Um beijão.

Lunna, é normal, cada um é atraido por coisas diferentes. Comecei a me interessar pela Belle Epoque quando cheguei em Nancy, que é o berço da "art nouveau" francesa, a natureza invadindo as artes, que se expandiram das tradicionais (pintura, arquitetura, escultura) aos objetos do cotidiano, com as artes decorativas.
Um beijão.