22.4.09 | Autor: Maria Augusta

Esta foto retrata a natureza exuberante renascendo depois de meses de frio e inverno. Parece que renascemos com ela, pois nos sentimos reviver com a volta dos dias de sol e de calor. E é normal, pois fazemos parte da natureza, porisso toda iniciativa no sentido de corrigir os erros cometidos em relação a ela é importante, como é o caso do Movimento Natureza. Principalmente porque este propõe ações concretas, como a sugestão de plantar árvores.

No meu caso, plantar árvores no momento não foi possível, mas este projeto me fez refletir ao que faço de concreto no meu dia a dia no sentido de minimizar o impacto de meus atos sobre o meio ambiente. Neste sentido, poderia enumerar :
  • uma redução considerável do uso do papel : imprimo o mínimo possível, utilizo os dois lados das folhas quando preciso escrever, e reutilizo mesmo os envelopes para fazer pequenos lembretes. E quando precisamos descartar os jornais, sempre o fazemos nos recipientes de reciclagem que temos aqui no bairro.


  • no que se refere à alimentação, abolimos o que pode ser "exótico" e vir de longe (foi o mais difícil, pois tive que renunciar aos produtos brasileiros), procurando privilegiar os produtos regionais e se possível com a etiqueta " bio " e sempre da estação. Deixamos de lado também os peixes como o bacalhau e o cação, que estão em fase de extinção.


  • em termos de consumo de água, mudei meu modo de lavar a louça, uso água corrente só para o enxague, o detergente é colocado em " batch " onde a louça é mergulhada (só uso a máquina quando temos um grande volume de louça).


  • em relação à economia de eletricidade, não deixamos mais a televisão ou o computador em " veille ", desligamos completamente quando não estamos usando. Também perdi o hábito de deixar as luzes da casa toda acesas, agora elas só se acendem nos cômodos onde estamos. Sei que o grande consumo de energia aqui é para a calefação no inverno, mas sobre isto não temos controle direto, pois a calefação é central para o imóvel, mas procuramos manter as janelas bem fechadas para não causar desperdícios.


  • participei dos grupos formados aqui na prefeitura visando discutir sobre o tipo de melhoria que poderia ser introduzida em cada setor como educação, transportes, urbanismo, etc., visando uma redução máxima da emissão de CO2 na cidade.
Estou consciente de que isto é apenas um pequeno passo, resta muito a fazer, principalmente no que se refere ao transporte. Aqui na cidade dá para andar a pé ou pegar o " tramway ", mas quando saimos dela temos o hábito de viajar de carro…embora tenhamos uma rede de trens excelentes, principalmente o TGV (trem bala) como opção. Em relação a outros itens de consumo, acho difícil renunciar a alguns hábitos mas se prestarmos atenção podemos comprar produtos que foram realizadas de modo sustentável, vários setores já incluem o respeito ao meio ambiente em sua produção, embora os produtos sejam um pouco mais caros.

E voilà um diaporama mostrando alguns gestos do meu cotidiano :


E não deixe de visitar o "Faça a sua Parte" onde é Dia da Terra o ano inteiro e fornece dicas preciosas para um dia-a-dia sustentável. Hoje ele está apresentando uma discussão e uma série de links de blogs que estão falando sobre esta tema.

E como hoje além de ser o "Dia da Terra" é também o aniversário do descobrimento da Pátria Amada, eu os convido a comemorar lendo "O Fractal Verde e Amarelo" no Le Jardin Ephémère.


You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

28 comentários :

On 22 de abril de 2009 09:18 , Eduardo P.L disse...

A preocupação com a NATUREZA é o primeiro passo! Os outros virão.

Parabéns pela linda imagem, e texto!

 
On 22 de abril de 2009 09:31 , Georgia disse...

Maria Augusta, você anda plantando muitas árvores todos os dias.

Todos esses passos diários, todo esse cuidado em fazer a sua Parte em prol do mundo em que se vive.

Há muitas maneiras em se plantar uma árvore e você mostrou bem em como devemos plantá-la todos os dias.

Obrigada e parabéns!

Um grande beijo

 
On 22 de abril de 2009 09:38 , Meire disse...

Se cada um de nos fizermos a nossa parte a Mae Terra agradece...
Bjs

 
On 22 de abril de 2009 13:06 , disse...

Fiquei encantada com as possibilidade de reciclagem que o teu bairro oferece.Que pena que em uma cidade grande como esta nossa, fique mais difícil.Que lindo exemplo vc dá parabéns.beijos

 
On 22 de abril de 2009 13:43 , Elma Carneiro disse...

Bom dia Maria Augusta, já tive o prazer de ver brotar a primavera na Europa, depois de um inverno gelado e coberto de neve. Fiquei impressionada com a sua força nos brotos das árvores, e em particular num pé de rosas. Nunca vi coisa igual, e nunca me esqueci do que observei.
Fui acompanhando o seu passo a passo e vejo que você tem hábitos absolutamente corretos. Também faço minha parte em relação a esses cuidados. Aqui no Brasil ainda precisamos muito ter essa conscientização sobre o que fazer dos objetos que jogamos fora e ainda estamos nos primeiros passos, em relação a essa separação do lixo em containers específicos.
Estava revendo sua postagem “ O Fractal Verde e Amarelo” e me lembrei de uma que fiz com esse mesmo tema em 04 de setembro de 2008. Se quiser conhecer clique aquí no título Fractais.
Um abraço na cor da Caliandra para você.

 
On 22 de abril de 2009 13:47 , Elma Carneiro disse...

Ou para ver melhor veja no endereço, pois nesse link o espaço fica muito resumido. Desculpe.

http://caliandradocerradogo.blogspot.com/2008/09/blog-post_6814.html

 
On 22 de abril de 2009 14:51 , Su disse...

Uau, que beleza!!!
Querida, meus parabéns!!
Precisamos de mais pessoas como vc!!
Abraços

 
On 22 de abril de 2009 17:08 , Marco disse...

Um pouco de dedicação de cada um de nós com toda certeza irá fazer a diferença.

 
On 22 de abril de 2009 18:22 , Rafael Reinehr disse...

Fantástico Maria Augusta!

Se ainda não conheces, deixe-me te apresentar a Ecofonte, uma fonte "furadinha" que economiza 20% de tinta: http://www.coolmeia.org/wiki/index.php?title=Ecofonte

Economia no bolso e principalmente na Natureza!

Deixo-te também o convite para conheceres, participares e divulgares a Coolmeia, Ideias em Cooperação. Sugiro, inicialmente, uma visita ao nosso site (www.coolmeia.org) e nossa Comunidade (www.coolmeia.ning.com)

Um abraço fraterno e parabéns pelos gigantescos passos que já deste.

 
On 22 de abril de 2009 18:35 , Beth/Lilás disse...

Oi, Maria Augusta!
Vim agradecer ao chamado que eu e Georgia fizemos e a participação fantástica de pessoas como você, incentivando e dando seus exemplos.
Parabéns!
Obrigada!
bjs cariocas

 
On 22 de abril de 2009 21:37 , Georgia disse...

Maria Augusta li um comentário seu lá no Lino, sobre o post do Vírus...com certeza é um vírus sim. A Conceicao o teve e uma vez ela postou sobre isso.

Um beijao

 
On 22 de abril de 2009 22:39 , Sonhos & melodias disse...

Oi Maria Augusta,
Muito interessante sua postagem e sua contribuição. Temos que mudar nossos hábitos antes que seja tarde. Estou participando também e te aguardo por lá.
Abraço,
Roseli

 
On 22 de abril de 2009 23:05 , Compondo o olhar ... disse...

amei sua postagem... parabens!!

bjocas

 
On 23 de abril de 2009 00:23 , luzdeluma disse...

Quem te conhece, sabe que está super ligada nas causas ambientais. E penso que plantar árvores é uma iniciativa que devemos cobrar da secretaria de urbanização de nossa cidade. Aqui eu não consegui plantar minha árvore, justamente porque é necessária autorização da prefeitura. Moro em apartamento #comofaz? Levarei as mudinhas para a fazenda, quando for nas férias. Beijus

 
On 23 de abril de 2009 00:27 , marialynce disse...

Maria Augusta é um exemplo na tomada de reais atitudes para proteger o nosso planeta. Se todos fizéssemos assim... bem sei que nem todos os lugares têm infraestruturas ou equipamentos para proceder à reciclagem dos vários lixos, mas é bem verdade que muita gente não percebeu ainda a importância que pode ter a sua pequena contribuição quando recicla os seus desperdícios. Agora o mais grave ainda é existir a ideia, e muitos acreditarem, de que o aquecimento global, o efeito de estufa, etc, são meros exageros divulgados pelos media e pela ciência com objectivos de espalhar pânico ou servir grupos de interesse de carácter político,etc.
A fotografia do início está maravilhosa! Também quero!...;)
O post do Brasil Fractal soberbo!A sua ideia de aplicar o conceito ao seu/ "nosso" País foi de génio.
Beijos!

 
On 23 de abril de 2009 01:08 , nilda disse...

Maria Augusta, cheguei até a sentir o perfume das flores e suave brisa refrescante desta foto.
Aqui em casa, eu e marido, estamos naquela de "plantando dá". É estamos plantando atravez do exemplo e da ação.Nossos filhos conservam nossos hábitos ainda do tempo que respeitar o planeta era simplesmente ter princípios e educação. Graças a Deus,isso está sendo passado para nossos netos também como parte natural da vida.
Beijoca.
Nilda.
http://meucantin5.blogspot.com/
Por falar em salvar planeta dê um pulinho no meu blog e chore comigo.

 
On 23 de abril de 2009 06:25 , Mírian Mondon disse...

Que sonho essas fotos... etéreo!
Parabens por sua participação consciente e responsavel!

Abraços

 
On 23 de abril de 2009 09:00 , Maria Augusta disse...

Eduardo, a preocupação é o primeiro passo, a ação o segundo. Nem sempre é fácil passar de um a outro, mas é necessário.
Abraços.

Georgia, é verdade, penso que por exemplo economizando papel estamos impedindo árvores de serem derrubadas, é um jeito de plantar.
Beijos.

Meire, é verdade, adorei teu post mostrando tua bicicleta e tua planta.
Beijos.

Vi, aqui tem em cada quarteirão os containeres para vidro e papel, para os outros materiais tem uma "decheteria", da qual mostrei as fotos. Ela é recente, antes as pessoas jogavam colchões e coisas grandes em terrenos "baldios" ou até no rio, agora se pode levar para lá, é ótimo. Nas cidades grandes como Paris, existem várias.
Beijos.

Elma, a primavera aqui sempre me impressiona, como você disse, pela força como a vida volta. Aqui talvez por terem vivido guerras e penúrias, eles economizam mais facilmente a energia e consomem menos, mas a reciclagem seletiva é recente, ainda falta conquistar boa parte da população. Adorei teu post sobre os fractais, ele é belíssimo!
Um grande beijo.

Su, muito obrigada. Beijos.

 
On 23 de abril de 2009 09:03 , Maria Augusta disse...

Georgia, ele aparece e desaparece, sempre com o IE, vou ver o que posso fazer.
Beijos.

Sonhos&Melodias, obrigada pel visita e parabéns por também fazer a sua parte.
Abraços.

Marco, é verdade, sem um esforço de cada um não se conseguira reverter o processo.
Abraços.

Rafael, obrigada pela visita e pelo comentário.
Abraços.

Beth, eu é que parabenizo vocês pela iniciativa e pelo sucesso dela.
Beijos paulistas rs.

Luma, meu problema é como o seu : moro em apartamento e na cidade não podemos plantar árvores em lugares públicos sem autorização da prefeitura (o que é meio complicado). Também penso em fazê-lo quando for ao Interior, aqui ou aí.
Beijos.

Marialynce, é isto mesmo, não adianta ter a infraestrutura se não houver a conscientização e muitos não acreditam ainda no perigo. A fotografia a tirei no domingo de Páscoa na Alsácia, num parque muito bonito chamado Orangeraie.
Um grande beijo.

Nilda, que bom que você e teu marido educaram teus filhos e netos no sentido de amar e respeitar a natureza, principalmente com exemplos.
Um grande beijo.

Mirian, obrigada, mas o lugar é tão bonito que a foto tem que ficar bela. Obrigada pela visita e um grande beijo.

 
On 23 de abril de 2009 14:01 , D. disse...

Eu tenho plantadoumas árvoeres aqui. Fiz um post sobre isto estes dias sem lembrar da data,onde lembrei la da Terra tb.

Querida, leia aqui:
http://lauravive.blogspot.com/2009/04/hoje-e-dia-do-livro-vamos-festejar-oba.html

hj é dia do livro!
bjs Laura

 
On 23 de abril de 2009 17:00 , Dora disse...

Maria Augusta. Perdoe-me a ausência...Andei de férias "forçadas"...rs
Eu fiquei pensando aqui: se cada pessoa fizer a "parte" que lhe cabe, como você faz a sua, imagine a melhoria do planeta!
Acho uma delicadeza de alma a de alguém que vive consciente e antenada como você, com relação ao cuidado e à atenção que nosso lar-Terra merece!
Parabéns por seu jeito de viver e de ser!
Beijos saudosos.
Dora

 
On 23 de abril de 2009 22:05 , Aninha Pontes disse...

Maria Augusta querida, que belas atitudes você têm tido.
E o melhor de tudo. Além da natureza, creio que o bolso agradece né?
Temos arraigado o péssimo hábito do desperdiço, isso parece fazer parte de nós.
Mas vamos aprendendo, claro que vamos.
Um beijo.
A foto das árvores está belíssima.

 
On 24 de abril de 2009 08:18 , Maria Augusta disse...

Laura, achei muito legal esta iniciativa do livro "itinerante", às vezes faço doações de livros à mediateca do meu bairro para que todos possam aproveitar.
Beijos.

Dora, que bom que você está de volta, espero que tudo esteja bem. Obrigada pela visita e pelo gentil comentário.
Um grande beijo.

Aninha, este desperdício é mais latente aí no Brasil, aqui na Europa bem antes da mediatização dos problemas do meio ambiente as pessoas já economizavam energia e eram menos consumistas. Acredito que é porque já conheceram as guerras e a penúria (eu via como "pão-durismo" quando cheguei aqui...). Mas vamos aprender, neste ponto somos mais flexíveis às mudanças de mentalidade.
Um beijão.

 
On 24 de abril de 2009 13:58 , acqua disse...

Excelente post carissima, acho que temos realmente que fazer o melhor por nós e pelo nosso planeta, afinal, ele não é apenas meu ou seu, é de todos nós e se quisermos realmente que o amanhã se torne um hoje onde todos nós possamos coexistir, é preciso estar atenta a todo e qualque detalhe...
Abraços meus

 
On 24 de abril de 2009 14:01 , acqua disse...

Sabe que eu te entendo com relação a abandonar o que vem de longe? Nossa, eu adorava chocolates europeus e açúcar de beterraba porque nunca consegui me adaptar ao tal açúcar produzido a partir da cana. Um gosto muito forte e muito estranho e o Brasil não produz o bendito açúcar de beterraba (não sei porque). Enfim, aboli isso de minha atual existência, só o tenho quando estou na Itália, em Gênova. Mas inicialmente foi muito difícil... Hoje não faz falta e vale pela consciência do ato.

 
On 25 de abril de 2009 08:39 , Maria Augusta disse...

Lunna, aqui durante todo o ano existem muitas frutas para vender, pois quando não é a estação aqui eles a fazem vir do hemisfério sul. Além do problema da qualidade devido ao acondicionamento para a viagem, existe o problema também do CO2 gasto no transporte. Temos que pensar em tudo isto...
Um beijão.

 
On 25 de abril de 2009 16:23 , sonia a. mascaro disse...

Maria Augusta, meus parabéns por suas ações cotidianas, no sentido de minimizar o impacto de seus atos sobre o meio ambiente! Fiquei também muito bem impressionada com o diaporama, mostrando como você é consciente e como a cidade em que você vive dá um suporte para essa consciência e ações ecológicamente corretas.
Parabéns mais uma vez!Beijos.

 
On 29 de abril de 2009 01:57 , Movimento Natureza disse...

Oi, Maria Augusta!
Passando para dizer-lhe que seu post foi publicado no Movimento Natureza.
Obrigada pela participação!
bjs cariocas