6.4.09 | Autor: Maria Augusta
Reunião dos G20 em Londres, comemoração dos 60 anos da OTAN com a entrada da França realizada em Estrasburgo sob o fogo de grupos extremistas, reunião EUA-União Européia em Praga com o gesto provocador da Coréia do Norte lançando um foguete.A Europa fervilhou nestes últimos dias, neles grandes decisões foram tomadas visando terminar com os paraisos fiscais, injeção de mais dinheiro na economia, envio de mais tropas ao Afeganistão, redução de armas nucleares, instalação de um escudo anti-mísseis na Europa do Leste...Os mercados financeiros reagiram favoravelmente, enfim todos sairam "oficialmente" satisfeitos. Mas não é do lado importante e sério destes eventos que vou falar neste post, mas dos bastidores que foram amplamente explorados pela imprensa e que me fizeram rir pelo contraste com a gravidade do momento, afinal uma boa risada é sempre bom para começar a semana, né?


Photobucket

Bom, segundo eles, a superstar de todos estes encontros foi sem dúvida Barack Obama, ou melhor o casal Obama. Quando chegavam nos lugares, altos e belos, todos os olhares e todas as câmaras eram atraidos por eles. A imprensa inglesa até colocou Michelle Obama como first lady favorita dos ingleses (destronando assim Carla Sarkozy que fez um enorme sucesso por lá no ano passado), até a perdoaram por ter dado um abraço na rainha, o que normalmente é um ato de "lesa-majestade"...

Na França a imprensa "people" teve dois pratos cheios : os confrontos Nicolas Sarkozy-Barack Obama, e Carla Sarkozy-Michelle Obama. Pois como o casal francês se constitui no "casal vedette" aqui na Europa, estaria morrendo de ciúmes pela "invasão de seu território" pelo glamour americano. Imaginem o nível, disseram até que Nicolas Sarkozy estava sempre na ponta dos pés nas fotos para compensar a diferença de altura em relação a Barack Obama...Quanto às esposas, foi uma outra história...Carla não foi a Londres, os fofoqueiros disseram que era para observar melhor "a adversária" e escolher a roupa "qui tue" para o encontro das duas no seu próprio terreno, a França. Não faltaram as comparações das biografias, salientando que Michelle é advogada e participou da campanha do marido, enquanto Carla "já achou tudo pronto". No final das contas parece que as duas simpatizaram e se tornaram amigas, Michelle ofereceu a Carla um violão Gibson e as duas vão trabalhar juntas em projetos de combate à AIDS.

Mas um ponto alto foi a elegância das first ladies durante os encontros, Carla privilegiando os nomes consagrados e Michelle os novos talentos. Quem "ganhou", Carla ou Michelle, o que você acha?


Photobucket

(Clique na imagem para vê-la em diaporama)


As fotos são daqui.
Categoria: , |
You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

18 comentários :

On 6 de abril de 2009 09:47 , Georgia disse...

Bom dia Maria Augusta, pois é por aqui ontem nao se falou em outra coisa.

Primeiro: Nao acho que a capacidade de ninguém deve ser medida pelo que ela veste.

Segundo: A capacidade d eninguém deve ser medida pelo tamnaho de sua estatura.

Infelizmente o mundo vê muito o exterior e vive disso. A mídia estraga muita coisa com sua língua afiada.

Fico pensando que nós muitas das vezes na blogesfera também estamos fazendo assim quando um blog é bom, saimos dotando em emails particulares procurando uma falha que possamos falar.

Eu fujo desses blogs que tb estao comecando a se achar estrelas, rs. O que nao é o seu caso, que fique bem claro.

É por essas e outras, que nao espero que o mundo jornalistico vai ser bonzinho com o casal Obama.

Que ela tenha abracado a rainha, faz parte de pessoas cheias de sentimentos. Pessoas livres na cabeca, nao estao vivendo a etiqueta como a Michelle. Ela tem uma família estruturada em demonstrar sentimentos e elas os demonstra sem pensar em etiquetas. Palmas para ela. A câmara aqui na Alemanha também mostrou que a rainha na mesma hora também a abracou por trás. Inteligentemente a rainha, demonstrou que com isso poderia ser tocada e ela também a abarcou talvez até querendo mostrar a mídia que ela respondeu na mesma linguagem o abraco espontaneo da primeira dama americana.

O resto é só para vender mesmo notícia.
Eu estou querendo ver resultados e dos bons sobre essa família no mundo. Torco por eles para que tenham sabedoria.

Um beijo grande e vai ser muito bom essa discussao por aqui hoje, rs.

 
On 6 de abril de 2009 11:35 , Meire disse...

Maria Angusta bom dia!
Veja so', rs, a imprensa nao perdoa.
Aqui foi a mesma coisa em relaçao a Michele e Carla, e fizeram o mesmo comentario em relaçao ao Premier italiano, tentando subir em degrau mais alto...rs sem falar de outras gafes do Premier italiano.
Um beijo
Meire

 
On 6 de abril de 2009 13:26 , expressodalinha disse...

Falta aí a mulher de Zapatero, que bate estas aos pontos. Só que ela recusa participar. Diz quem foi eleito foi o marido!

 
On 6 de abril de 2009 15:19 , Maria Augusta disse...

Georgia, até que com o casal Obama eles não foram muitos ácidos, de toda forma acho que as pessoas que chegam a postos assim tem uma carapaça, são vacinados contras estas "fofoquinhas". Mas é verdade que este tipo de imprensa pode causar muito mal na vida das pessoas. Que isto ocorra também na blogosfera acho possível (infelizmente faz parte da natureza humana), embora ainda não tenha visto.
Também torço para que estes dirigentes tenham sabedoria e tomem decisões acertadas, estamos nas mãos deles...
Um beijão para você.

Meire, parece que o Premier italiano também fez muitos gafes...mas a imprensa italiana hoje terá coisas mais graves para divulgar, infelizmente.
Beijos.

Jorge, entendo a posição da mulher de Zapatero, quando os dois cônjuges são muito mediatizados, um pode ofuscar o outro, são raros os casos onde há uma sinergia positiva, como parece ser o caso do casal Obama.
Abraços.

 
On 6 de abril de 2009 20:22 , Allan Robert P. J. disse...

Não entendo nadica de nada desses assuntos femininos, mas os saltos altos do Sarkozy e do Berlusconi já me fizeram rir muito. :)

 
On 6 de abril de 2009 20:27 , Marco Antonio disse...

Você tem razão, é bom rir mesmo e é só isso que eu consigo fazer quando vejo essas informações na imprensa nessas horas. Mas eu acho que as mulheres sempre se destacam como se fosse uma forma de suavizar as coisas.

 
On 6 de abril de 2009 22:33 , Aninha Pontes disse...

Acho que se preocupassem com coisas mais sérias, como os problemas desses países a serem resolvidos, fariam melhor.
Qual a razão da comparação?
As duas são mulheres bonitas e elegantes, e, creio, só queriam viver sua vida fazendo o que lhes é devido.
Esse ti, ti, ti, é prá camuflar problemas a serem resolvidos.
Pobreza, só isso.
Beijos querida.

 
On 6 de abril de 2009 22:33 , Aninha Pontes disse...

Acho que se preocupassem com coisas mais sérias, como os problemas desses países a serem resolvidos, fariam melhor.
Qual a razão da comparação?
As duas são mulheres bonitas e elegantes, e, creio, só queriam viver sua vida fazendo o que lhes é devido.
Esse ti, ti, ti, é prá camuflar problemas a serem resolvidos.
Pobreza, só isso.
Beijos querida.

 
On 7 de abril de 2009 07:57 , Allan Robert P. J. disse...

Maria Augusta,

Voltei para responder o seu comentário: Sim, está tudo bem nesta parte da Itália. Infelizmente o estrago foi grande lá em baixo.

 
On 7 de abril de 2009 08:19 , Maria Augusta disse...

Alain, o pior é que eles realmente colocaram saltos altos, parece que as alturas dos estados são medidas pelas alturas de seus governantes...incrível!
Felizmente tua região não foi atingida por este terremoto.
Abraços.

Marco Antonio, essas notícias não deixam de ser um modo de suavizar a gravidade do momento.
Um abração.

Aninha, é um ramo da imprensa que se interessa a estas coisinhas, para vender jornais. Parece que o público gosta, estes jornais são muito vendidos.
Um beijão.

 
On 7 de abril de 2009 09:53 , Georgia disse...

Bom dia Maria Augusta, o que diria Napoleao Bonaparte, um homem pequeno mas de uma forca e inteligencia descomunal que dominou grande parte da Europa e levou muitos reis e rainhas à guilhotina!!!

Tamanho nao é documento. Como dizem os brasileiros, nao?

Um grande beijo

 
On 7 de abril de 2009 14:07 , teresa disse...

ô raça!!!, como diria minha mãe. bom, eu acho o barack obama um charme, já não posso dizer o mesmo de sua esposa, que aliás, acho mal vestida. já ao guarda-roupa de carla, nada a acrescentar. se é para votar, voto na italiana, lóóóógico.

 
On 7 de abril de 2009 14:33 , Dulcineia (Lília) disse...

Maria Augusta,

O outro lado do G20. com uma introdução séria.

Sabes o que acho faltar a sarkozy? sentido de humor, riso genuíno.
Ele bem poderia transmutar o que é considerado desvantagem numa vantagem. Por empatia, sem se expõr ao ridiculo e respeitando o protocolo. Os níveis de popularidade iriam disparar, passavam finalmente a reparar mais no à vontade dele e estarem-se nas tintas para a carla. E a confiar, mais. Porque quem tem o poder de brincar com os seus atributos, é genuíno, tem auto-confiança e, é confiável.

Quanto ao "sério" da "coisa", oremos!

Um abracinho cheio de coelhinhos da Páscoa!
Lília

 
On 7 de abril de 2009 16:26 , luzdeluma disse...

Maria Augusta, diante de tanta seriedade, a imprensa tenta agradar a todos, fornecendo material que alimente todas as expectativas.
Por aqui só falaram do 'o cara' - egocentrismo medonho que nos priva de maiores informações - mas é certo, não gostei desta roupa cinza da Carla Bruni. Não sei que tecido é, mas me pareceu recem saida da mala e quem diz que homem não enxerga essas coisas, diz mentira!!
Boa semana! Beijus

 
On 8 de abril de 2009 09:57 , Maria Augusta disse...

Alain, eu também ri muito com os saltos altos...
Abraços.

Marco Antonio, é verdade que no caso a atenção é desviada dos problemas em pauta por alguns instantes, isto suaviza a pressão.
Um abração.

Aninha, além disso é uma comparação vã, pois elas são muito diferentes em seus estilos.
Um grande beijo.

Napoleão era baixinho e conquistou quase toda a Europa, realmente a estatura não tem nada a ver, mas as pessoas julgam primeiro pela aparência exterior, é uma pena.
Um beijão.

Teresa, acho que a Michelle tem um estilo marcante, mas não gosto de suas saias rodadas. A Carla é uma antiga top model, em questão de elegância ela entende.
Beijos.

Lilia, acredito que o Presidente francês sabe superar sua pequena estatura pois chegou ao cargo que ocupa, mas deve ser os assessores que cuidam de sua imagem que inventam estes "truques".
Um grande beijo.

Luma, acho que era o tecido que era assim, parecia amassado (rs). Você tem razão quando diz que a imprensa forneceu todo tipo de informação, comentei sobre este lado porque me fez rir.
Um beijão.

 
On 9 de abril de 2009 16:48 , acqua disse...

Bom dia Maria Augusta, preciso confessar a você que só agora, através do seu post é que estou lendo algo a respeito desse assunto. Tenho estado indiferente ao tema. rs
Coisas do outono. Beijos

 
On 9 de abril de 2009 23:27 , Adelino disse...

Maria Augusta, sinceramente, achei que diante da gravidade do momento tinha muita gente rindo como que se estivessem numa festa de arromba... É claro que eles pessoalmente estão longe da crise, mas a coisa tem de ser vista como um todo. Não gostei das piadinhas de "ele é o cara" (que por sinal foi levada a sério pelo próprio) e que agora, mais do antes, está se achando... Um pouquinho de "simancol" não faria mal. Será se o baômetro funcionou lá antes das fotos dos encontros das celebridades?
Um grande abraço. FELIZ PÁSCOA.

 
On 9 de abril de 2009 23:29 , Adelino disse...

Erro: eu disse "bafômetro".
Abs