17.4.09 | Autor: Maria Augusta
A represa das Três Gargantas na China deverá entrar em funcionamento este ano, submergindo uma vasta área do centro deste país. O fotógrafo Yang Yi, que nasceu às margens do rio Yangtsé e verá sua cidade natal desaparecer para sempre, usando os artifícios da fotografia digital, resolveu então imaginar como ela seria se a vida continuasse normalmente sob as águas. Então se vê os velhinhos conversando nas ruas, um grupo em torno de uma mesa jogando o mahjong, crianças brincando, mas todos com máscaras e tubos para respirar sob a água. O resultado é uma atmosfera ao mesmo tempo antiga e futurista, pois ele deu uma cor sépia às fotos, e a claridade que vem do alto e penetra na água fornece uma luz meio "extraterrestre".



As fotos desta série de Yang Yi chamada "Uprooted" (Desenraizado) se encontram em exposição na galeria Dix de Paris e achei interessante trazê-las aqui porque as achei incrivelmente trágicas e belas, pois elas contem em seu ambiente o futuro sombrio da cidade, mas também a imortalizam permitindo que ela "viva" mesmo após ser engolida pelas águas.

Veja mais sobre Yang Yi e sobre a exposição Uprooted aqui.


Update 20/04/2009

A querida Laura recomendou este post no seu excelente blog Caminhar. Muito obrigada de coração!

 
You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

10 comentários :

On 17 de abril de 2009 11:08 , Meire disse...

Maria Augusta é muito triste ver uma cidade inteira ser alagada. Qdo vou de Sao Paulo pra Minas, passo por uma represa, que lagaou uma cidade. Eh muito triste olhar todas aquela agua e imaginar que la embaixo exiritu uma igreja, uma pracinha, ruas, crianças brincando. Mas entendo que é o progresso, mas me entristece.

Bjs

Meire

 
On 17 de abril de 2009 16:17 , nilda disse...

Olhando somente a parte fotográfica e criativa das fotos ficou muito interessante de apreciar.
Quanto a se afogar uma cidade inteira fico imaginando quanta história de vida fica submersa.
Beijoca.
Nilda
http://meucantin5.blogspot.com/

 
On 17 de abril de 2009 21:38 , expressodalinha disse...

Espectacular. Grande post!

 
On 17 de abril de 2009 22:04 , marialynce disse...

Que fotografias surpreendentemente belas! Trágicamente belas pois encerram na sua beleza a previsão da própria tragédia de uma cidade.
Beijos!

 
On 18 de abril de 2009 08:58 , Maria Augusta disse...

Meire, é triste mesmo ver uma cidade desaparecer, mesmo que seja para gerar a eletricidade que precisamos tanto. Fazer o quê, é o progresso, né?
Um beijão.

Nilda, o fotógrafo também teve este raciocínio e criou estas fotos com a cidade submersa...
Um grande beijo para você.

Jorge, que bom que você gostou.
Abraços.

Marialynce, é verdade que as fotos são trágicas e belas, até a cor delas transmitem uma sensação de pesar e de vontade de sobreviver, mesmo que seja com máscaras e tubos de mergulho...
Beijos.

 
On 18 de abril de 2009 14:28 , disse...

Maria Augusta...que espetacular descoberta.Vc sabe como gosto de descobrir fotografos com trabalhos fora do comum...Este é surpreendente e de uma sensibilidade e talento fantástico.Parabéns grande postagem...
beijos

 
On 18 de abril de 2009 18:49 , Georgia disse...

Maria Augusta, simplesmente tenebroso de tao espetacular que essas fotos sao.

Por um lado o mundo submerso que logo se transformará em cenário de algum filme no futuro.

Por outro lado toda uma história de vida e cidade que ficará somente na lembranca daqueles que viveram ali, ou dos livros.

Mas sem dúvida, uma grande idéia a desse fotógrafo.

Um beijo grande e obrigada por aparecer lá no O que elas estao lendo.

 
On 18 de abril de 2009 22:23 , Selena Sartorelo disse...

Olá Maria Augusta, realmente é indiscutivel a beleza das fotos e a forte e emotiva mensagem que cada uma delas trás. Que bom que existem artistas para consagrarem isso e outros tão valiosos quanto que as divulgue.

beijos,
Selena

 
On 18 de abril de 2009 23:21 , Eduardo P.L disse...

E são muitos belas, mesmo!
Parabéns pelo post.

 
On 20 de abril de 2009 08:07 , Maria Augusta disse...

Vi, sei que você sempre descobre fotógrafos fantásticos. Este é realmente muito bom e criativo.
Um beijão.

Georgia, é interessante também que as fotos não tem uma conotação de revolta, ele aceita o fato e propõe um modo de "contorná-lo", pelo menos na imaginação...
Um grande beijo.

Selena, é um trabalho completo : a mensagem, a técnica, a beleza plástica. Este fotógrafo tem realmente muito talento.
Beijos.

Eduardo, que bom que você gostou.
Um grande abraço.