2.7.09 | Autor: Maria Augusta

Durante o mês de junho, o Astro-Rei esteve em destaque entre os eventos que me chamaram a atenção em relação ao clima e ao meio ambiente. Em primeiro lugar, assisti a um programa na televisão no qual os cientistas comentavam que o Sol se encontra em uma fase de "calmaria", sem apresentar manchas solares, e que a retomada do novo ciclo de atividade que deveria começar em 2008 e culminar em 2012 está atrasado. O outro evento que me chamou a atenção envolvendo o Sol foi a publicação aqui na blogosfera no "Movimento Natureza" da série de vídeos na qual um grupo de cientistas, estudiosos e observadores contestam a teoria do aquecimento climático de origem antropogênica. Segundo eles, a atividade humana teria uma contribuição insignificante sobre o clima na Terra, sendo que as temperaturas teriam sua variação governada pelas manchas solares. Os dois casos me levaram a refletir como estas variações da atividade do sol tem uma influência na nossa vida aqui na Terra e tentar conhecê-lo melhor nosso Astro-Rei.

Pois o Sol sempre foi alvo de atenção (ou adoração) por parte dos humanos, como o filósofo grego Anaxágora, que afirmou no século V aC que ele era um objeto incandescente maior que o Peloponeso e não a carruagem de Helios como se acreditava na época, tendo escapado por pouco da condenação à morte pela audácia da afirmação... Dois séculos depois Eratóstenes já apresentou uma estimativa bastante precisa da distância entre a Terra e o Sol e no século XVI Copérnico demonstrou que a Terra girava em torno do Sol e não o contrário, no século XVII Galileu inaugurou sua observação com um telescópio, depois Newton decompôs sua luz com um prisma e em 1904, Rutherford descobriu que a energia do Sol é de origem radioativa.

E as manchas solares, que estão na berlinda no momento? Depois que Galileu as observou e afirmou que não eram objetos que passavam entre a Terra e o Sol, no século XVIII o astrônomo Heinrich Schwabe iniciou uma cartografia metódica, na qual pode-se estabelecer que estas manchas tem um período de aproximadamente 11,2 anos (na verdade pode variar entre 8 e 15 anos), sendo que o último pico foi observado em 2001 e o mínimo em 2007. O reinício do aparecimento das manchas estava previsto para 2008 mas este ainda não ocorreu, a imagem abaixo da NASA de 22 de junho de 2009 mostra apenas 2 tímidas manchas...E qual seria a influência destas manchas solares sobre o nosso clima, o que acarretaria a ausência delas ?


Uma das questões levantadas no programa que assisti, se esta "fraca" atividade do Sol não poderia contrabalançar o aquecimento climático que está conhecendo o planeta. A resposta foi que a diferença média de temperaturas na Terra entre os anos de alta e de baixa atividade é muito baixa, e que normalmente os efeitos sobre o clima não devem ser significativos. No entanto eles afirmaram que longos períodos de desaparecimento das manchas solares já ocorreram no passado, principalmente no século XVII (de 1645 a 1715, na época do reinado de Louis XIV, o rei "Sol"...), e isto coincidiu com uma "pequena era glacial", com invernos rigorosíssimos. Depois o Sol retomou sua atividade e os ciclos voltaram ao normal, logo não existe razão para inquietação por enquanto.


Fonte : aqui


As manchas solares estão também no centro da polêmica sobre se a causa do aquecimento climático seria o CO2 gerado pela atividade humana ou não, alguns cientistas afirmam que são as manchas e os ventos solares que determinam a temperatura na Terra e mesmo a quantidade de CO2 liberada na atmosfera... Não tenho ainda uma opinião formada sobre esta questão, mas alguns índices podem ser fornecidos por este gráfico, que mostra as variações do número de manchas solares, da emissão de CO2 e dos desvios de temperaturas em relação às médias dos últimos anos, e que estas anomalias de temperatura seguem o mesmo padrão dos dois "vilões". Mas acredito que seja qual for a causa do aquecimento climático, isto não muda a responsabilidade que temos em relação à economia dos recursos do planeta e à nossa obrigação em mantê-lo limpo...homenageando assim o Rei Sol!

Este post faz parte do "Ecological Day" promovida pela Sonia do "Leaves of Grass" que ocorre no segundo dia de cada mês. Participe!


Photobucket

Update (04/07/09)

A Luma nos trouxe um link muito interessante a respeito da influência do Sol sobre as transmissões de rádio. Veja aqui.


Categoria: , |
You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

13 comentários :

On 2 de julho de 2009 13:11 , Georgia disse...

Maria Augusta, que post fantástico, falando de um tema que eu adoro.

Natureza, protecao, cuidados, aquecimento...

É claro que estamos todos ou uma grande parte preocupados com o aquecimento; mas também gostei de saber que nao somos os únicos responsáveis. Que tudo isso faz parte do ciclo da vida. A terra nunca esteve parada e nós os seus habitantes também nao.

Eu ganhei este ano um telescópio no meu aniversário; posso ver as estrelas com ele, Saturno, Jupiter, uma infinidade de estrelas, uma maravilha.
Fomos a pouco tempo no Planetário que temos aqui pertinho de casa e com um telescópio com filtro especial sem olhar diretamente para a tela pudemos ver o reflexo do sol e algumas manchas. Daniel ficou fascinado.

Linda a sua homenagem ao Ecological Day.

Parabéns!

Um grande beijo

 
On 2 de julho de 2009 13:14 , Eduardo P.L disse...

O Sol continua reinando na ECOLOGIA! Ótima abordagem do tema!

Bjs

 
On 2 de julho de 2009 14:09 , Kovacs disse...

Maria Augusta, você não esqueceu nem de Louis XIV o rei Sol! Maravilhosa postagem.

 
On 2 de julho de 2009 19:09 , sonia a. mascaro disse...

Uma postagem excelente, como sempre Maria Augusta!
Você tem razão, seja qual for a causa do aquecimento climático, isso não nos exime da responsabilidade.

Muito obrigada por sua ótima participação no Ecological Day!

PS: Não sei se ao visitar o Leaves of Grass ele já estava com o Update. O grupo de motoqueiros me enviou agora novas fotos da trilha feita em abril deste ano. Eu gostaria de conhecer a Serra da Canastra.
Bjs.

 
On 3 de julho de 2009 01:28 , Lunna disse...

Que post fantástico e completo. Li e reli tudo aqui muitas vezes. Sempre me impressiono com esse tema, porque imaginar a força do Sol é algo que desde pequena eu tento fazer. É um astro incandescente, mas sempre acreditei que um dia sua luz iria cessar. Ainda hoje penso assim.
E quanto suas manchas, sempre pensei que eram na verdade luz "cansada". Algo como ondas que se desprendem e aos poucos vão apagando. Acho que vou precisar rever isso, mas não hoje. rs
Grande beijo a ti...

 
On 3 de julho de 2009 04:27 , Ví Leardi disse...

Maria Augusta a delícia de vir aqui é que sempre aprendo algo novo e em assuntos diversos...bárbaro este post...com os aniversários acabei esquecendo do ecological day ...mas no mes de agosto participarei...beijos.

 
On 3 de julho de 2009 09:50 , Maria Augusta disse...

Georgia, esta idéia de que não somos os únicos responsáveis pelo aquecimento, por um lado nos alivia um pouco a culpa, embora não podemos baixar a guarda em relação aos danos que causamos ao meio ambiente. Por outro lado, isto diminui a "onipotência" humana, que acha que pode dominar tudo, e somos obrigados a reconhecer que somos completamente dependentes do Sol e de seus "humores"...
Beijos.

Eduardo, os povos antigos tinham razão em venerá-lo, ele reina mesmo sobre a ecologia e sobre a vida na Terra.
Abraços.

Kovacs, falei do Luis XIV porque aqui eles dizem que o Sol foi ofuscado pela magnificência dele rs, pois as manchas solares desapareceram durante seu reinado.
Abraços.

Sonia, muito lindas tuas fotos sobre a Serra da Canastra, teu post para o Ecological Day é muito bonito.
Beijos.

Lunna, o Sol é uma estrela que um dia vai se apagar, mas ainda tem milhões de anos pela frente...ainda bem!
Um grande beijo.

Vi, você sempre faz falta com seus posts interessantes, mas os aniversários também são importantes, são ocasiões a mais para festas e reuniões da família e de amigos.
Beijos.

 
On 3 de julho de 2009 23:50 , Elma Carneiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
 
On 3 de julho de 2009 23:56 , Elma Carneiro disse...

Maria Augusta que maravilha esse post, com tantas informações sobre o nosso “Astro- Rei”. Acredito que ele é o provedor da vida em todos os sentidos no universo.
Sempre duvidei e duvido ainda da interferência do homem no aquecimento da terra, pois é sabido que existiram as eras e elas e repetem.
Só de pensar que a terra pode ter aproximadamente cerca de 4,6 bilhões de anos, (aceita pela maioria dos cientistas) é possível imaginar quantas e quantas eras ela já viveu, e com isso foi se ajeitando a essas mudanças climáticas, ora matando toda a existência, ora promovendo a vida em seus ciclos.
Acredito que a influência do Sol é primordial nos seres viventes, em toda sua espécie: seja animal, vegetal, mineral.
Esse tema me apaixona.
Acredito também na tese de que a contribuição humana seja insignificante sobre o clima da terra.
O homem tem sua participação nociva sim, mas na modificação do seu meio ambiente, e isso é sentido aqui mesmo pelo homem e com respostas rápidas.
Obrigada pelos seus comentários, e penso em interagir diretamente com os leitores do Espaço das Artes, dentro da mesma página.
Suas visitas sempre me honram.
Parabéns pela inteligente e oportuna postagem. Como sempre.
Beijos

Ps: O comentário removido foi meu, desculpe. Precisei acrescentar algo mais.

 
On 4 de julho de 2009 00:14 , Elma Carneiro disse...

Corrigindo:
È certo que o mineral não tem vida, of couse rss
Mas é de extrema importância suas propriedades como o cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio e mais tantos.
Bj

 
On 4 de julho de 2009 04:13 , Luma disse...

A única coisa que sei, é que as manchas influenciam as transmissões de rádio. Assim, quanto maiores as manchas, maiores as alterações/influencias ou seria confluências? (rs*)
Eu li no início do ano uma matéria no blogue do Sarmento Campos super legal sobre as influências do sol na terra. Se achar o link trago aqui para você. Bom fim de semana! Beijus

 
On 4 de julho de 2009 05:30 , Luma disse...

Vim trazer o link
http://blog.sarmento.eng.br/2009/03/01/sol-o-astro-rei-determina-como-se-comportam-as-ondas-de-radio/
+ beijus

 
On 4 de julho de 2009 11:04 , Maria Augusta disse...

Elma, realmente a Terra já conheceu vários ciclos, como por exemplo, o dos dinossauros. Desta vez a espécie dominante é o homem, mas até quando? E quanto podemos influenciar para que nosso ciclo dure mais ou se abrevia? Também acho que temos o dever de fazer o que está ao nosso alcance, mas a última palavra não depende de nós. Temos que ter humildade em relação à Terra e ao Universo, pois somos muito pequenos diante das forças que neles atuam.
Beijos e parabéns pelo teu magnífico "Espaço das Artes".
Um grande beijo.

Luma, é verdade, o Sol influencia muito nas transmissões por radio, citei isto no diaporama acima, obrigada pelo excelente link que aprofunda o assunto, ele enriquece o post.
Beijos.