29.1.10 | Autor: Maria Augusta

Jóias desenhadas por Philippe Starck para Baccarat em 2008 (fonte aqui)

Já falei aqui várias vezes sobre o quanto aprecio as artes decorativas, porque nela o cuidado com a forma e a estética são levados a cada objeto do cotidiano. Pena que os objetos criados pelos designers para a arte decorativa, são caros e nem sempre estão ao nosso alcance se desejarmos possuí-los, mas se quisermos simplesmente apreciá-los tudo se torna mais fácil...pois entrar em uma loja que vende estes produtos que são verdadeiros objetos de arte é como entrar em um museu ou uma galeria para admirar as artes tradicionais...com a diferença que as lojas são bem numerosas que os museus rs.

O costureiro Jean-Paul Gauthier desenhou estas garrafas realizadas com cristal Baccarat para a água Evian (fonte aqui)

Uma das indústrias que uniu o útil ao agradável e transformou seus produtos em verdadeiros objetos de arte foi a fábrica de cristais Baccarat. Ela é muito antiga, data da época de Luís XV, quando começou a fabricar objetos de vidro, passando a fabricar os famosos cristais que fizeram sua fama no século seguinte. E desde então não parou de fornecer objetos de cristal para o mundo inteiro. E um dos elementos que a manteve ativa foi o fato de colocar seus vidros e cristais prestigiosos a serviço de outras indústrias, como por exemplo a de perfumes. Outro exemplo feliz foi sua associação com a indústria de água mineral Evian para criar a série de garrafas acima, com desenho de Jean-Paul Gauthier, porisso foram chamadas de garrafas "alta costura".

Os perfumes "As lágrimas de Tebas", "Uma noite estrelada em Bengala" e "Um certo verão em Livadia" concebidos por Christine Nagel para Baccarat. Os frascos são do designer Federico Restrepo (fonte aqui)

Eles também se diversificaram criando os próprios perfumes como a trilogia acima e uma linha de jóias associando o cristal ao ouro e às pedras preciosas. Mas o que contribuiu muito para o prestígio e para a beleza dos objetos por ela criados foi a associação com designers famosos para criar suas coleções, transformando seus objetos em verdadeiras esculturas de cristal. Já trabalharam para a cristaleria nomes importantes do design interncional, tais como o italiano Roberto Sambonet, Salvador Dali, Jaime Hayon e Philippe Starck entre outros.



Peças criadas por Jaime Hayon, Robert Rigot e Roberto Sambonet para Baccarat (fonte aqui)

Este ano a coleção está "saindo do forno"...e o artista convidado para realizá-la é o badalado designer Marcel Wanders, que inspirado na natureza de sua Finlândia natal desenvolveu toda uma série de vasos, frascos, copos, lustres, sob o nome de "United Crystal Woods"...então os chifres de um veado da floresta se transformaram em um candelabro, uma lebre se metamorfoseou em um balde de gelo, e as flores se espalharam pelos vasos em profusão...vejam em quase "primeira mão" : (fonte aqui)






You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

14 comentários :

On 29 de janeiro de 2010 02:49 , João Menéres disse...

Toda esta postagem é mais um dos muitos MOMENTOS DE CULTURA que a MARIA AUGUSTA nos oferece com tanto carinho,
Sugiro que cada visitante que por aqui passe não deixe de tudo muito bem apreciar.

Un beijo muito agradecido.

 
On 29 de janeiro de 2010 10:40 , Eduardo P.L disse...

Faço minhas, as palavras do João!
Parabéns, Maria Augusta!

 
On 29 de janeiro de 2010 11:40 , Tertúlias... disse...

Postagem maravilhosa - concordo com Joao Méneres. Pura cultura. Adorei os frascos de "As lágrimas de Tebas". Ahhhh, se os objetos e jóias de Swarowsky tivessem esse "chic". Obrigado por este "bem" que fez aos meus olhos!
Ricardo

 
On 29 de janeiro de 2010 12:39 , Wania disse...

Maria Augusta

Que liiiiiiiindo post, tu sempre garimpando coisas originais e belas para nos presentear!

Sou apaixonada por vidros e cristais... não sei se é a transparência que me fascina quando decompõe a luz em arco-íris ou se é a "leveza" que eles passam, só sei que gosto demais...copos, então, são a minha perdição, mas como bem dissestes, são objetos de arte, e na maioria das vezes, bem longe do nosso bolso, infelizmente!

Os trabalhos são todos belíssimos, obrigada pela partilha!


Um dia iluminado pra ti,
Bjão

 
On 29 de janeiro de 2010 13:07 , Lunna Guedes disse...

Eu gosto muito de apreciar essas imagens, mas não gostaria de ter algo assim em casa. Sei lá, ando meio alheia as formas, admirando mais o conteúdo. Mais uma fase, com toda certeza.
Mas você tem razão, apreciar é um instanta de raro prazer para os olhos, ainda que seja para desvendar o artista por trás da forma.
Vou fazer coro ao pessoal ai de cima, rs. Pra variar. Bom fim de semana carissima. Bacio

 
On 29 de janeiro de 2010 15:46 , Georgia disse...

Lindos cristais Maria Augusta.

Uma fantasia sem limites é o resultado de todo esse empenho.

Eu gosto demais de ver os frascos de perfumes, mas sou alérgica a eles. Tenho alguns perfumes aqui em casa mas somente de enfeite mesmo. Mas contemplar isso posso e tudo aqui está lindo demais.

Bom fim de semana

Um grande beijo

*Estamos nos meus sogros, pertinho da Basileia. Tá frio e tudo está branquinho,rs.

 
On 30 de janeiro de 2010 08:53 , Maria Augusta disse...

João, gosto de pesquisar sobre estes artistas designers que transformam a matéria em arte, principalmente o cristal. Que bom que você gostou.
Um abração.

Eduardo, muito obrigada.
Um grande abraço.

Ricardo, eles escolhem bem os designers para as coleções, elas são realmente de muito bom gosto.
Abraços.

Wania, a transparência e a fragilidade do cristal são fascinantes, é verdade. Mas ter em casa estes copos só se for para admirar porque usá-los no dia a dia com o risco de quebrá-los não é nada prático rs.
Um grande beijo.

Lunna, também gosto mais do conteudo que da forma, mas as obras de arte são a materialização do conteudo da mente do artista. O poeta o exprime por meio de seus versos, o designer através de peças como esta. Agora um copo destes com um bom vinho, isto seria a glória total rs.
Um beijão para você.

Georgia, que pena que você é alérgica a perfumes, felizmente isto não te impede de admirar seus frascos rs. Aproveite bem o passeio, aqui também está tudo branquinho, a neve voltou a cair.
Beijos.

 
On 30 de janeiro de 2010 12:57 , sonia a. mascaro disse...

Que postagem linda, Maria Augusta!
Como sempre, encontramos beleza, cultura e informação no seu espaço.
Obrigada!
Beijos.

 
On 31 de janeiro de 2010 08:46 , Maria Augusta disse...

Sonia, obrigada pela visita e pelo gentil comentário.
Um beijão.

 
On 1 de fevereiro de 2010 17:23 , Meire disse...

Lindos...
Adoro vidros e Cristais.

Bjs

Meire

 
On 1 de fevereiro de 2010 19:57 , Fatima Cristina disse...

Lindos trabalhos. Cristais são realmente o fino do estilo. E esses desenhos são belíssimos. Nem quero saberquanto custam... rsrs...

Maria Augusta,
você já viu o post do entremares?
Vá lá!

Beijos!

 
On 2 de fevereiro de 2010 10:18 , Aninha Pontes disse...

E a gente aproveita para ver e namorar peças como esses cristais, que estão longe de nosso alcance.
Um beijo querida.

 
On 2 de fevereiro de 2010 11:15 , Maria Augusta disse...

Meire, eu também, gosto de tudo que é transparente.
Um beijão.

Fátima, realmente são muito caros, mas podemos apreciá-los como olhamos os quadros nos museus. Além disso, se estivessem na nossa casa poderiam se quebrar, não é mesmo rs? Obrigada por me avisar sobre a homenagem do Rolando do Entremares, foi uma surpresa muito boa.
Beijos.

Aninha, eles estão ao alcance dos nossos olhos, felizmente.
Um grande beijo.

 
On 2 de fevereiro de 2010 19:17 , Marco disse...

Gosto dessas formas, sempre fico imaginando o que levou as pessoas a criá-las.
Também me fez lembrar minha mãe que viajava com meu pai para a Europa e trazia todo tipo de cristal. Em 68 ela trouxe um jogo de cristal da Tchocoslovákia e eu e meu pai quem descarregamos as caixas. Minha mãe quase surtou com nós dois que brincamos de arremessos com as taçinhas de licor, champagnhe, vinho e água.
Mas não quebramos nenhum. rs
Grande abraço