19.9.09 | Autor: Maria Augusta

Oba, enfim chegou o sábado! Mas, antes de aproveitar os embalos de sábado à noite temos que enfrentar a batalha do sábado de manhã : o supermercado!

Round 1 : Estacionamento

Entramos no estacionamento e rodamos, rodamos, na caça à preciosa vaga...um apressadinho buzina...ça promet! Enfim alguém vai sair ali...em posição de ataque, lanço a seta à esquerda tic, tic, tic, tic...mas... do outro lado chega um jipão e lança a seta à direita tac, tac, tac, tac... manobra de intimidação, ela acelera no vazio vrum vrum de modo ameaçador, mas eu mantenho estoicamente a posição. Ai, ai, ai, será ela ou sou eu? Então, o carro que sai passa do outro lado, eu embico e entro na vaga rapidinho, ha ha ha ha. O primeiro round está vencido, lá vou eu!

Round 2 : O Carrinho "Esquerdista"

Ulalá, que fila para pegar o carrinho para as compras, já tem tão poucos...e cadê a moeda de 1 euro para soltá-lo? Ufa, ainda bem que achei uma na bolsa, sempre esqueço o "jeton" no carro. Vou saindo com o carrinho, mas temos um pequeno desacordo de "intenções" : eu quero ir em frente, o carrinho quer ir para a esquerda...o que fazer, pegar a fila de novo para trocá-lo? Nada disto, encontrei a solução, vou enganá-lo : finjo que quero ir para a direita, então ele vai em frente. OK, agora estamos de acordo, mais um round vencido, podemos entrar no supermercado.

Round 3 : O Empurra-empurra

Mas que coisa, essas duas comadres tem que conversar bem no meio da passagem. E esta outra que deixou o carrinho atravessado enquanto conversa no celular...e estas crianças que não se decidem diante das geléias, será que não percebem que eu quero bem aquela ali que está na prateleira que elas estão tampando?...Com licença, com licença..impossível de ganhar este round, o supermercado está cheio demais, temos que seguir o fluxo.

Round 4 : As Filas

Fila dos frios para o Maridão, fila dos peixes para mim, pego a senha e espero...enfim a balconista grita meu número, eu chego toda contente, faço meu pedido...a mulher do lado resmunga : "Mas eu tenho o 58 Grgrgrgr". "E eu tenho o 57, Madame, Grgrgrgr", respondo. Depois deste passe de armas (ou de peixes-espada?) pego meu salmão e meus pangas e saio com um olhar vitorioso. Pronto, este round está ganho!

Round 5 : A Mancada

Pego meus peixes, coloco no carrinho e continuo na direção das frutas...acabou a estação das deliciosas mirabelles, mas já vejo de longe as uvas Muscat, miam, miam! Avanço na direção delas, quando alguém toca educadamente no meu ombro : "Madame, este carrinho é o meu!" E era mesmo...Sorrisinho amarelo, peço desculpas! Acho que este round eu perdi, pelo menos o carrinho...

Round 6 : A Saida

Achei meu carrinho "esquerdista", já tenho as frutas, tudo pronto para ir embora, mas..."Cadê o marido?" No inverno quando vamos ao supermercado ele coloca um chapéu para que eu possa localizá-lo no meio da multidão rs...mas ainda não está frio. Então é ele que me acha, apesar de que sou baixinha...como ele me achou? Acho que foi pela fumacinha que sai da minha cabeça, que está sempre a mil rs. Passamos pela caixa (que aqui ainda não é uma máquina, felizmente) e saimos vitoriosos da batalha, com nossas victuailles para a semana dizendo : Au revoir, Madame, até sábado que vem!

E vamos embora, pois é tempo de ir saborear um kyhr, que ninguém é de ferro!



Update 19/09/2009

A Paçoca do blog "Pampa Linda", que descobri graças ao Bloggincana, publicou um texto
delicioso sobre supermercados, leia-o e aprenda como saber mais sobre alguém graças a seu carrinho de compras (aqui).


Update 20/09/2009

Hoje a Georgia e a Flavia estão trazendo no excelente "O que elas estão lendo" uma entrevista com a minha irmã Aninha Gonçalves sobre o "Guia da Bahia" que ela escreveu. Não percam!

Categoria: |
You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

24 comentários :

On 19 de setembro de 2009 00:57 , Eduardo P.L disse...

Super legal. Muito criativa, Maria Augusta! Sai da festa, entra no Super mercado. Não para!
Viu o sucesso do seu blog nas postagens/tarefas da BlogGincana?
Com TODO mérito!

Bom fim de semana!

 
On 19 de setembro de 2009 00:58 , Wania disse...

Maria Augusta,

Puuuuuxa que maratona tu enfrenta para ir às compras, hein??
Cansei só de ler... rsrsrsrsrsrs!

Aqui não é muito diferente, aos sábados pelo menos é igual e quando esfria, pior ainda! Todos querem fazer uma coisinha mais elaborada para desfrutar o calor das lareiras e aconchego de casa!

Felizmente, eu já transferi este problema... meu filho que tem 21 anos e que faz as compras para mim, não sei até quando, mas enquanto isso vou aproveitando a folga... rsrsrs!


Bjs e que à noite, os embalos sejam mais dançantes e nada estressantes!!!!

 
On 19 de setembro de 2009 01:03 , Fatima Cristina disse...

Oi Maria Augusta!

Adorei ler o seu "Saturday Morning Match"!
Eu também sempre pego um Carrinho "Esquerdista" nos supermercados.

Beijos!

 
On 19 de setembro de 2009 08:27 , Maria Augusta disse...

Eduardo, a festa estava mesmo de arromba, né? Cheguei tarde, mas deu para aproveitar o ambiente. Quanto ao Blog Gincana estou muito contente por saber que este blog é apreciado por tanta gente bacana, mesmo alguns blogueiros que não conhecia.
Um abração.

Wania, e além do supermercado tem também o "volailleur" e o açougue...como prefiro as coisas frescas tenho que enfrentar sempre rs. Que sorte que teu filho faz esta "corvée" para você. Hoje à noite aqui é a "Noite do Patrimônio", onde em um bairro da cidade eles colocam monitores e pessoas vestidas a carater para explicar a historia de cada casa ou monumento de interesse. Se não chover, eu vou.
Beijos.

Fatima, esses carrinhos "tortos" são irritante, né? rs
Um beijão.

 
On 19 de setembro de 2009 09:32 , Celia disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk Adorei seu post de hoje. Vi-me na sua estoria. Acontece tambem conosco. Pelo visto é em todo lugar. Eu adoro fazer supermercado, mas passo por esse probleminhas tb.
Ontem fomos conhecer um supermercado enorme que abriram. Levamos um tempao pra achar as coisas. Sabe como é. Temos que descobrir os lugares das coisas e nao é fácil. Da próxima vez será mais fácil, espero.
Querida, um bom fim de semana. Nos faremos uma viagem aqui perto.Bjoka.

 
On 19 de setembro de 2009 12:59 , entremares disse...

O teu sábado... é o meu domingo.
E às vezes aparecem aquelas pessoas que já todos conhecem...

Imagina que por aqui existe um certo senhor que vai muitas vezes buscar um queijo, assim daqueles da serra, leva para casa... come um bom bocado e depois, quase na hora de fechar o supermercado, aparece para devolver... dizendo que deve estar estragado, sabe bastante mal...

Não fiques a pensar que é anedota, porque é bem verdade. Já vi uma das ocasiões em que ele apareceu para devolver o queijo.

Um óptimo fim de semana para ti...

PS. Parabéns pela gincana. Viste como tantos e tantos gostam do que trazes para aqui?

 
On 19 de setembro de 2009 17:06 , expressodalinha disse...

Muito bom. Ainda bem que não tenho esses Sábados. Os chineses é que nos vão ensinar a viver em massa. Por enquanto é só estágio!

 
On 19 de setembro de 2009 18:28 , marialynce disse...

Super engraçada a sua "aventura" dos sábados,com tanto de verdade que tem, e muitos de nós se revêem nela...eu faço tudo para só acontecer de vez em quando! Até gosto de ir ao super mas com calma e sem multidões, de preferência.
Um bom e divertido fim de semana!...
Beijos

 
On 20 de setembro de 2009 04:12 , Beth/Lilás disse...

Olá, Maria Augusta!
Quem tinha quer ler este seu post deveria ser o meu marido, pois sempre reclama da demora em estabelecimentos comerciais e fica logo querendo sair do lugar, não em paciência.
Mas, vejo que hoje em dia essas coisas acontecem até mesmo nos países desenvolvidos. Aliás, fazer supermercado só mesmo numa terça-feira depois do almoço, aí fica tudo muito tranquilinho, já reparou?!
abraço carioca

 
On 20 de setembro de 2009 04:49 , Selena Sartorelo disse...

Olá Maria Augusta...

Vim para cá pensando o que a Maria Augusta dessa vez estaria apresentando.

Qual a supresa que teria pensei...o que seria dessa vez...preparo o meu café e venho para degustá-lo com a leitura...

ha!ha!ha! Odeio fazer supermercado mesmo quando é preciso nesses dias conturbados.

Com pressa então nem pensar, do jeito que sou enjoada pois eu não suporto aglomeração... supermercado lotado, aquele empurra, empurra, trânsito no estacionamento, congestionamento, gente que mata por uma vaga..que se faz de lograda...perdão mas tem muita gente sem educação...filas então...todos ficam tão irritados,

Eu não!

Vou ao supercado para desestressar...se estou ali e não estou a trabalhar é porque posso de um pouco daquilo desfrutar e a família precisa se alimentar...dou graças a Deus que alguma coisa posso comprar.

Não vou ao supermercado para passear e nem para descontar alguma raiva que tenho em alguém...não vou pra brigar, mas tem gente que parece que sai de casa com essa intenção...ah, nesses dias eu não vou, não!
Esses são uns daqueles dias que todo mundo vai no mesmo horário.

Odeio quando o carrinho esta entortado, enquiçado e nunca vai na direção que é comandado!

Filas..gente sem objetividade...que para no meio do corredor para ler o rótulo e as olhar as embalagens inteirinhas até de um simples pacote de farinha de trigo..que largam seus carrinhos bem no meio da caminho, como se fossem os únicos compradores dalí.

Quase não uso essa palavra odiar...mas isso eu odeio com todas as minhas forças srsrs!!

Adoro comprar...empurrar o meu carrinho sem atrapalhar...não que sempre saiba o que sai prá comprar..mas passo por todas as gondolas para lembrar...assim não fico andando em circulos naquele lugar cheio de gente..barulhento...

Em dias de semana agente até consegue ouvir o som ambiente ...
Gosto de ir no dia que tem feira...gosto de ver os repositores arrumando suas barracas como verduras frescas e aquelas frutas enormes, perfumadas e coloridas...que dão vida aquela sessão.

Antes das crianças nascerem eu adorava fazer supermercado de madrugada...depois, não consegui mais sair e deixá-las, pois não são apenas elas que dormem bem o pai delas também e se um acorda, acorda os outros também...acabo ficando preocupada e não comprando nada direito.
Um dia tentei e quando cheguei estavam os tres jogando video game o que tinha acontecido perguntei, e ela respondeu...estava com sede queria água, então acordei o papai que foi buscar água para mim e que acabou perdendo o sono, meu irmão acordou com o barulho ...e então estamos esperando você chegar.
Isso já passava das duas da manhã, póde?

Mas toda essa maratona acaba sendo inevitável.
Principalamente quando acontece dos pais da gente resolverem fazer uma feliz surpresa chegando sem avisar com antecedência e dizem que vieram para o final de semana ...e nesse caso para termos refeições mais caprichadas e agradá-los como se deve...então..adivinha onde eu estava no meio da minha manhã de sábado, por sinal hoje! rsrsrs

beijos e bom domingo.

 
On 20 de setembro de 2009 04:50 , Luma disse...

Conheço gente que adora supermercado! Eu, odeio! Prefiro a cada horinha que sobra ou na volta do trabalho, passar na padaria, onde também compro frios, ir no açougue, peixaria, hortifruti...até mesmo lojas de produtos de limpeza. O grosso, pesadão, produtos não perecíveis, deixo para o maridex. Os meninos em casa já estão aprendendo a fazer compras e sim, li uma crônica do Veríssimo (sempre ele) onde ele dá exemplos de tipos de pessoas, conforme a análise do carrinho do supermercado.
Maria Augusta, admiro a sua coragem em enfrentar esta empreitada. Parece-me que aqui os supermercados são menos concorridos. Como escreveu a Wanda, eu cansei só de imaginar. Ah, trocar o carrinho...que vergonha! Já fiz isso! (rs*) - Essa blogagem coletiva de tarefas será fichinha pra você! Bom fim de semana! Beijus

 
On 20 de setembro de 2009 04:50 , Luma disse...

Desculpe, é Wania o nome e não Wanda como citei. + Beijus

 
On 20 de setembro de 2009 09:40 , Maria Augusta disse...

Célia, em um supermercado novo onde não sabemos onde estão as gôndolas perdemos um tempão para encontrar as coisas, né? Aqui eles trocam tudo de lugar a cada ano, para fazer as pessoas percorrer "outros caminhos" e comprar mais rs.
Um beijão.

Rolando, ri muito com a história do queijo...nos supermercados tem sempre casos hilariantes pois todos são obrigados a passar por eles de vez em quando pelo menos.
Abraços.

Jorge, na China é que deve ser lotado rs, só fico imaginando...
Um grande abraço.

Marialynce, também preferiria ir ao supermercado quando está mais vazio, mas quando agrupamos as compras (açougue, aves e supermercado) no mesmo dia, é no sábado que temos mais tempo.
Beijos.

Selena, o que falta é civilidade e isso em todo lugar do mundo, se todo mundo pensasse um pouco no outro a cada gesto, estes problemas de "aglomeração" seriam minimizados. Aqui os supermercados não abrem à noite nem de madrugada e nem temos estas feiras dentro dos supermercados. No verão gosto de ir comprar frutas e verduras, mas na feira livre, que é uma profusão de cores, odores e sabores...como você disse, nem sempre podemos evitar as aglomerações!
Um beijão.

Luma, também prefiro os pequenos comerciantes, e principalmente as feiras livres, mas nem sempre temos escolhas, existem certos produtos que só no supermercado mesmo...então temos que enfrentar o empurra-empurra rs.
Um beijão.

 
On 20 de setembro de 2009 15:40 , Georgia disse...

ahahahhaha, estou aqui morrendo de rir desse seu post.

Nunca vi você tao relax escrevendo um assim; adorei a sua performace, rs.

Eu nao vou mais ao mercado aos sábados já há 10 anos. Desde que o Daniel nasceu, nunca mais, exatamente por causa do tumulto, que é uma loucura.
faco às compras na sexta-feira.
Só vou ao mercado aos sábado se algum imprevisto acontecer...

Boa semana e sua irma já está no ar.

Beijos

 
On 21 de setembro de 2009 02:38 , sonia a. mascaro disse...

Delicioso e cheio de humor o seu post, Maria Augusta! Parece que estou vendo você nessa "batalha" das compras no final de semana.
Ri muito quando você fala do chapéu que seu marido usa para ser encontrado!
Há tempos não sei mais o que é fazer fila no caixa...super calmo por aqui! Cidade do interior tem suas vantagens...

Parabéns pelo seu sucesso no BlogGincana! Assim como eu, muitos blogueiros também escolheram você. Muitíssimo merecido!

Gostei da entrevista de sua irmã sobre o "Guia da Bahia"!
Bjs.

 
On 21 de setembro de 2009 08:17 , Maria Augusta disse...

Beth, teu marido tem razão, os lugares muito cheios são estressantes, quando podemos é melhor evitá-los, mas às vezes não da rs...
Beijos.

Georgia, de vez em quando é bom falar destas coisas do cotidiano, senão fica parecendo que aqui na Europa é tudo "só festa e passeios", e finalmente as tarefas são as mesmas no mundo todo.
Obrigada por ter convidado minha irmão para a entrevista, ficou ótima, ela ficou muito contente.
Um grande beijo.

Sonia, realmente cidade de interior é mais tranquila. Fiquei muito contente com as indicações do Blog Gincana, isto incentiva a cuidar do blog e de seus visitantes ainda com mais carinho.
Um grande beijo.

 
On 21 de setembro de 2009 11:58 , Aninha Pontes disse...

Ufa! fiquei cansada com todo seu trajeto e luta.
Felizmente estou longe do tumulto dos grandes supermercados.
Aqui, com excessão da temporada, não sofremos nada para irmos ao supermercado.
Tudo muito tranquilo.
Parabéns pelo post, que ficou uma delícia.
Um beijo

 
On 21 de setembro de 2009 14:28 , teresa disse...

aaaaaaaahhhhhhhhh!!!!!!!!! como me identifiquei!!!!!!!!! e o pior é que só eu me estresso no supermercado. chéri acha tudo normal e me olha como se eu tivesse vindo de outro planeta!

 
On 21 de setembro de 2009 16:30 , ElmaCarneiro disse...

Maria Augusta
Adorei sua descrição sobre as compras no supermercado.
Eu também já perdi meu carrinho uma vez e ainda vi em tempo que estava empurrando um que não era o meu.
Essa correria é normal em qualquer ponto do planeta, pois o ser humano não muda mesmo seu jeito de ser.
Agora descobrí um supermercado aqui por perto muito grande, com milhares de variedades inclusive com produtos importados.
Apesar de ser grande foi muito bem arquitetado e não tem como ficar embaraçada dentro do espaço. Faço minha compras tranquila e ainda tem um fundo musical bem tranquilizador.
Beijooo

 
On 21 de setembro de 2009 16:40 , Marco disse...

Sim, eu me diverti aqui. Você precisa é ir ao mercado com a Lu. Ela não corre, percorrer todos os corredores, observa inúmeras prateleiras e compra o menos possível. Então há pouco descobrimos uma quitanda aqui próximo de casa. Vamos de bike as nove da manhã. Ela iria mais cedo se abrisse mais cedo (esteja certa disso). Então quando ela entra, já vem os funcionários dizendo "a alface americana não está muito boa na gondola, mas eu vou ver lá dentro se tem uma melhor pra você". Vem outro e diz, esse abacaxi está ótimo. Vai levar melancia hoje? Está bem suculenta como você gosta.
E eu fico lá com o carrinho vendo as coisas vindo para dentro dele.
Sábado passado, uma senhora ficou incomodada (acho que lembrou a cena da fumaçinha narrada por você) e disse para uns deles "porque esse tratamento especial, a moçinha aí é filha do dono?". A Lu se aproximou dela e disse "a senhora está bem? Como está sendo a sua manhã hoje? Acho que a senhora deveria levar uma moranga. Está bonita e vai adoçar a sua vida. Vai dar trabalho, mas as boas coisas sempre nos dão algum tipo de trabalho, não é mesmo?Foi um prazer vê-la nessa manhã" e eu tive que me esconder para poder dar aquela risada.
Eu odiava fazer compras até ir para o mercado com a Lu. Todo mundo estressado e ela a passeio, literalmente falando.
Boa semana para você

 
On 21 de setembro de 2009 17:02 , Ví Leardi disse...

Maria Augusta...que delícia ...adorei.Fácil nos visualizarmos nas mesmas situações mas te confesso mesmo com todos os atropelos é um programa que sempre faço com vontade e prazer ... antes vou a feira livre da Vila Madalena da qual saímos de tal bom humor que depois não há super mercado que eu não enfrente sorrindo...Beijos querida.

 
On 21 de setembro de 2009 23:59 , Lunna disse...

Depois de tudo que o Marco disse, me reservo o direito de ficar em silêncio... hahahahaha
Eu me diverti muito com o seu post, mas confesso que eu realmente me divirto com as pessoas stressadas nos mercados da vida... Beijos

 
On 22 de setembro de 2009 07:04 , Georgia disse...

Bom dia Maria Augusta, você tem toda a razao; muita gente pensa que nao fazemos nada por aqui, rs.

Voltei também para dizer que a imagem escolhida para este post é muito boa, parece que estou te vendo correndo no mercado, rs.

Também gostamos muito de ter sua irma por lá. Obrigada pela dica.

Um beijo

 
On 22 de setembro de 2009 10:39 , Maria Augusta disse...

Aninha, a gente tem que brincar com estas coisas chatas mas inevitáveis, né? Um grande beijo para você.

Teresa, então você é como eu...mas o meu chéri tem menos paciência que o seu rs...
Um beijão.

Marco, então a Lunna tem muita filosofia e consegue curtir até o supermercado. Mas os pequenos comerciantes é diferente, nos também sempre somos bem acolhidos, conversamos muito e brincamos com eles, é muito agradável.
Abraços.

Vi, eu também gosto das feiras, com suas cores, odores e sabores. Mas os supermercados acho impessoal e quando estão cheios muito desagradáveis. Ainda bem que você gosta deles, de toda forma não podemos evitá-los completamente.
Um grande beijo.

Lunna, realmente o Marco já contou tudo. Fico pasma que você consiga se divertir dentro de um supermercado, ainda bem, né?
Um grande beijo.

Georgia, a mocinha da imagem é bem esbelta...não é bem o meu caso rs. Mas que bom que você gostou, também achei que dava uma impressão de "correria". E obrigada por ter promovido a entrevista da minha irmã nos outros blogs, domingo eu saí e não tive tempo para fazê-lo.
Um beijão.