28.3.09 | Autor: Maria Augusta

Um ano depois do desaparecimento de Maurice Béjart, a Ópera de Paris presta uma homenagem a ele apresentando alguns de seus consagrados balés, e entre eles a "Sagração da Primavera". Este balé, composto por Stravinsky que na sua estréia em 1913 desorientou o público, que o recebeu com uma vaia estrondosa, se tornou mais tarde uma das obras mais importantes do século XX, e mesmo da história da música.

Photobucket

Le Sacre du Printemps de Pina Bausch © Ulli Weiss

A chegada da primavera sempre foi comemorada com cerimônias e rituais, e eve uma conotação de renascimento da natureza. Algumas culturas pagãs ancestrais ofereciam sacrifícios a seus deuses para saudá-la. E este balé tem como tema estes ritos e é composto de 2 partes : "Adoração da Terra" e "O Sacrifício". No primeiro, várias danças se sucedem para glorificar a primavera e estabelecer uma comunhão com a Terra. No segundo, eles louvam a jovem que sera sacrificada ao "deus da primavera" e procedem ao sacrifício.

Photobucket

Le Sacre du printemps d'Angelin Preljocaj

Muitos coreógrafos se lançaram na realização deste balé mítico, com maior ou menor sucesso junto au público, sendo que o primeiro foi Nijinsky. Depois vieram Maurice Béjart, Angelin Preljocaj, Pina Bausch, entre outros. Para Béjart, este foi o balé que o consagrou e o lançou como um dos pioneiros da dança moderna.





Aqui em casa só considero que o inverno acabou e que os belos dias de primavera enfim chegaram quando vejo as jonquilles no vaso. E hoje, finalmente, ça y est! Encontrei-as no mercado e as trouxe para casa, estas florzinhas singelas portadoras de primavera. E as divido com vocês, para alegrar o seu domingo!

Categoria: , |
You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

16 comentários :

On 28 de março de 2009 03:07 , disse...

...o vi em
Paris em uma noite inequecível...Que bom relembrar aqui...sem dúvida um dos grandes na história da dança!
bjs

 
On 28 de março de 2009 09:23 , Meire disse...

Estou me deliciando vendo pelo filminho que vc disponibilizou...
Bjs

 
On 28 de março de 2009 11:43 , Georgia disse...

Bom dia Maria Augusta!

Esta semana passou na TV aqui um filme infantil onde as criancas encenaram no teatro da escola, aChegada da Primavera. Foi muito interessante as vestimentas representando a saída do inverno e a chegada da Primavera. Os ventos fortes e as novas flores se abrndo e agora esse video aqui falando do mesmo assunto, rs.

Um bom fim de semana prá você!
Embora a Primavera tenha chegado, ainda temos tido ventos forte e chuva.

Beijos

 
On 28 de março de 2009 12:08 , João Menéres disse...

Magnífico este vídeo que nos mostra a excelente coreografia de Maurice Béjart.
Uma semana destas, mostro uma imagem que fiz com o Ballet Gulbenkian, em Lisboa.

Obrigado, MARIA AUGUSTA por este excelente momento.

Um beijo.

 
On 28 de março de 2009 18:13 , Maria Augusta disse...

Vi, que legal que você pôde vê-lo de perto...eles estão reapresentando este balé...mas Béjart não está mais junto com eles!
Beijos.

Meire, as outras coreografias deste balé também estão no Youtube e são propostas quando esta acaba, é legal para comparar.
Beijão.

Georgia, a gente tem que comemorar mesmo a chegada da primavera, principalmente porque este ano o inverno foi duro. Aqui hoje tem sol mas está frio.
Beijos.

João, estou ansiosa para ver esta foto, deve ser ótima.
Abraços.

 
On 29 de março de 2009 11:22 , Aninha Pontes disse...

Me encanta a dedicação desses artistas, naquilo que acreditam e que amam.
Obrigada pelas lindas e meigas flores.
Uma linda primavera pá você.
Um beijo

 
On 29 de março de 2009 12:04 , Meire disse...

Lindos os narcisos amarelos, outro dia eu sai fotografando narcisos pelos campos de Terracina.
Bjs

 
On 29 de março de 2009 15:00 , Eduardo P.L disse...

Muito dinâmico, cultural, musical e colorido este seu NOVO espaço!

Parabéns! A MESMA qualidade de sempre!

 
On 29 de março de 2009 20:14 , Adelino disse...

Maria Augusta, gostei. Muito.
Abraços. Feliz semana.

 
On 29 de março de 2009 21:06 , Georgia disse...

Lindas flores, Maria Augusta, espero realmente que a primavera tenha chegado.

Boa noite!

Um beijo

 
On 30 de março de 2009 01:27 , Dulcineia (Lília) disse...

Um espaço moderno, elegante, culto.
PB, MB, enfim...
Parabéns!
O vídeoe stá EXECELENTE1 parece estarmos mesmo lá!
Uma noite tranquila!
beijinhos de lisboa
Lília

 
On 30 de março de 2009 10:34 , Maria Augusta disse...

Aninha, estes artistas trabalham anos a fio para poder nos apresentar um balé desta qualidade, é verdade.
Um beijão.

Meire, são florzinhas singelas e luminosas, adoro.
Beijos.

Eduardo, obrigada, este blog está engatinhando, procurando sua "personalidade própria", gostaria ele não fosse um clone simplificado do Jardin (rs).
Abraços.

Adelino, obrigada pela visita.
Um abração.

Georgia, desta vez parece que sim, o sol abriu por aqui.
Beijos.

Lilia, obrigada pelo gentil comentário.
Beijos.

 
On 30 de março de 2009 10:42 , Meire disse...

Bom dia querida, recebi teu e-mail, e logo te escrevo dizendo o dia que publicarei.
Bjs

Meire

 
On 30 de março de 2009 14:14 , Celia disse...

Que show M.Augusta. Adorei ver.
Pois é aqui tb estamos a espera do primavera, que está vindo muito lenta. Nao vejo a hora.
Um abraco pra vc.

 
On 31 de março de 2009 03:19 , acqua disse...

Quando morava em Gênova, a Primavera era uma festa de cores, mas depois que vim para São Paulo algo disso se perdeu em mim, porque a falta de precisão das estações por aqui faz com que tudo seja um espetáculo contínuo, quando os upês florescem (e já floresceram). O Ibirapuera tem dois lindo ypês floridos. Estão belos. A Primavera daqui floresceu assim como a laranjeira que prefere o outono a primavera.
Mas deve ser belo movimentos representando esse grande balé que é a primavera. A arte sempre nos surpreende, no evero? Abraços

 
On 31 de março de 2009 08:26 , Maria Augusta disse...

Meire, tua série de entrevistas está muito interessante.
Beijos.

Célia, agora não deve demorar...
Um grande beijo.

Lunna, o Brasil tem a sorte de florir o ano inteiro, isto é muito bom.
Um beijão.