24.3.09 | Autor: Maria Augusta

Estes são alguns personagens insólitos que encontramos no Centro da cidade de São Paulo, nas recentes férias que passamos nesta cidade, e que traziam, cada um à sua maneira, alguns momentos de diversão no meio do corre-corre da metrópole que não pode parar.

Photobucket

Photobucket

Photobucket


Update 1 :

O comentário da querida Aninha mostra bem o lado "jardin" e o lado "cour" da questão :

"E São Paulo é assim, um misto de artes e talentos.Há os pintores que nos impressionam com tanta habilidade. Há os que cantam ou tocam uma pequena banda, em plena 23 de Maio, ou República.Há os que tentam levar vantagem sobre os demais com um joguinho escuso. Enfim, São Paulo é isso, um misto de encantamento e de destruição, quando se anda pelas ruas centrais, e se depara com uma São Paulo que fede urina.Só uma coisa não se pode negar, é a cidade mais amada que se tem conhecimento."

Update 2 :

E por falar em São Paulo, recebi este convite hoje (devo ter deixado as coordenadas nas minhas andanças por lá). Não posso aproveitar, mas talvez alguns de vocês possam :

Photobucket


Categoria: , |
You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

19 comentários :

On 24 de março de 2009 10:46 , Aninha Pontes disse...

E São Paulo é assim, um misto de artes e talentos.
Há os pintores que nos impressiona com tanta habilidade.
Há os que cantam ou tocam uma pequena banda, em plena 23 de Maio, ou República.
Há os que tentam levar vantagem sobre os demais com um joguinho escuso. Enfim, São Paulo é isso, um misto de encantamento e de destruição, quando se anda pelas ruas centrais, e se depara com uma São Paulo que fede urina.
Só uma coisa não se pode negar, é a cidade mais amada que se tem conhecimento.
Um beijo

 
On 24 de março de 2009 10:47 , Meire disse...

Eu acho lindo e dou muito valor aos artistas de rua. Gostaria de ter visto aquele da Estaçao da Luz, acho ela um palco lindo.
Bjs

Meire

 
On 24 de março de 2009 12:29 , luzdeluma disse...

Maria Augusta, eu amo São Paulo!! Um amor meio bandido, daqueles que quando está longe, sente saudade e quando está perto, dá vontade de modificar. Vai entender!! Foram vivências boas, é isso!

Minha estréia comentando no Côte cour, Côte jardin e desejando que este seja mais um espaço em que possamos trocar idéias, experiências e amizade!!

Boa semana! Beijus

 
On 24 de março de 2009 14:53 , acqua disse...

Bon giorno carissima, eu sigo me encantando com São Paulo. Somos todos estranhos e dizem que essa cidade é enorme. As vezes penso que ela é pequena demais. No final de semana estive na Liberdade, tomando um banchá e de repente lá estavam antigos conhecidos que não via há anos. Turistas com suas câmeras fotográficas em pleno bairro "japonês". A feira ali ao lado. Sons. Elementos. E dois passos depois estavámos na Sé, onde um pastor gritava para todos os cantos as palavras do senhor em sua biblia.
São Paulo é um cenário surreal e tudo está ali lado a lado...
Abraços daqui

 
On 24 de março de 2009 15:15 , teresa disse...

tenho certeza de que esse novo espaço será tão agradável e acolhedor quanto o nosso "jardin".

 
On 24 de março de 2009 18:02 , Georgia disse...

Maria Augusta, eu também sou fascinada com Sao Paulo. Nao existe no RJ nada igual ao Hortifrutgrangeiro como em Saoa Paulo.

Engracado que essas estátuas assim vemos por aqui de montao e agora elas atravessaram o Atlântico. Que bom! Além de ser um belo espetáculo é uma maneira de arranjar um dinheirinho.

Um beijao

 
On 24 de março de 2009 18:17 , disse...

...quanta coisa boa nesta nossa cidade...queria ter mais tempo no momento para aproveitar mais..mas o tempo virá! mil beijos

 
On 24 de março de 2009 23:38 , Sueli disse...

Não sei se é a mais amada por aí, mas por aqui, dentro do meu coração, é sim, a mais querida, amada e adorada, com certeza! Vim para cá com menos de um ano de idade e ninguém venha me dizer que não sou uma paulistana...rs. Adorei ver tantos elogios à minha cidade. Abração!

 
On 25 de março de 2009 08:53 , Maria Augusta disse...

Aninha, é realmente uma cidade que tem tudo no "superlativo", de bom e de mau.
Um beijão.

Meire, a Estação da Luz é deslumbrante, e agora com o Museu da Língua Portuguesa ao lado se tornou um passeio imperdível para quem visita a cidade.
Beijos.

Luma, legal te encontrar aqui neste novo cantinho. É verdade que ela desperta sentimentos extremos que vão do amor ao ódio, ou os dois ao mesmo tempo.
Um beijão.

Lunna, sei que você é uma paulistana de adoção, tuas séries sobre a cidade são ótimas.
Um grande beijo.

Teresa, querida parisiense, que bom te ver aqui, teu blog foi um dos primeiros que conheci.
Um beijão.

Georgia, vi várias estátuas na cidade, tinha uma outra muita bonita no Viaduto Santa Ifigênia, pena que as fotos não ficaram boas pois tinha muita gente em volta.
Beijos.

Vi, tem muita coisa boa mesmo, mas as descobri depois que passei a visitá-la como turista, quando morava nela também não tinha tempo para nada.
Um beijão.

Sueli, a maioria dos verdadeiros paulistanos são "de adoção". Também gosto muito, até nasci nela no dia de seu aniversário rs. Beijos.

 
On 25 de março de 2009 09:13 , Meire disse...

Bom dia Maria Augusta...
Sabias palavras da Anninha.
Esta exposiçao de Santos Antigos deve ser otima...pena que nao estou la'.
Bjs

 
On 25 de março de 2009 09:43 , Georgia disse...

Bo dia!

Sabe que vc me fez lembrar que eu cortei os cílios uma vez, ahahahahah!!!

Terrível, nao? Nao me lembrava mais, rs.

Bom dia!

beijos

 
On 25 de março de 2009 18:47 , Celia disse...

Primeiro parabens pela nova casa. Está muito bonita.
Eu gosto muito de S. Paulo. Passei algumas férias por lá antes de mudar pra cá. Uma coisa nunca esquecerei; O Terraco Itália. Adorei esse local. Um beijo

 
On 25 de março de 2009 20:36 , sonia a. mascaro disse...

Poesia, música, profecias, arte... São Paulo traz mesmo muita diversidade! Mas quando penso na minha cidade, pois sou paulistana e morei sempre em SP (exceptuando estes 10 anos que estou morando no interior) tenho um misto de amor e medo... prazer e insegurança... uma dualidade do bom e do ruim num mesmo espaço... Um belo conflito!
Bjs.

 
On 25 de março de 2009 20:36 , sonia a. mascaro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
 
On 25 de março de 2009 20:59 , Paula disse...

É, Sampa é uma grande mistura, vc encontra de tudo, é disso que eu gosto aqui na terra da garoa!
Bjos,
Paulinha

 
On 25 de março de 2009 22:20 , expressodalinha disse...

As cidades são loucas. E nós temos de enlouquecer com elas ou deixamos de lá poder viver.

 
On 26 de março de 2009 09:31 , Maria Augusta disse...

Meire, também gostaria de vê-las, adoro o barroco mineiro.
Um beijão.

Georgia, então a Vivi teve de quem puxar para ser arteira assim...rs.
Beijos.

Célia, a vista panorâmica do Terraço Itália é uma maravilha. Também gosto da vista que se tem do alto do Banespa.
Um beijão.

Sonia, é esta dualidade que caracteriza a cidade, coisas boas e ruins, e tudo no superlativo.
Um beijão.

Paulinha, "terra da garoa, terra boa", nela plantando, tudo da, é a terra das oportunidades.
Obrigada pela visita e um grande beijo.

Jorge, verdade que para viver nelas é preciso acompanhar o turbilhão. As vezes andando por lá percebia que estava quase correndo e me perguntava : "Porque ando depressa, estou de férias?" E que o ritmo dela é contagiante.
Abraços.

 
On 27 de março de 2009 03:49 , Liniane disse...

Ah, Maria Augusta, e como não pára !
Olha eu aqui ligadona, recém chegda do trabalho !!!!
Bjs e muita adimiração. Seus blogs são lindos.
Abs.
Liniane

 
On 29 de março de 2009 20:21 , Adelino disse...

Concordo com a Meire quanto ao profundo respeito para com os artistas de rua. Aliás, para todos os artistas. É comovente quando vemos pessoas levando seu amor ao extremo em favor do que fazem e oferecem ao público.
Belo postagem.
Abraços.