2.6.10 | Autor: Maria Augusta

Para este Ecological Day, gostaria de falar sobre a impressionante a luta que está se travando nos Estados Unidos contra esta maré negra que ameaça suas costas. Desde o acidente com a plataforma petrolífera Deepwater Horizon, 2 a 3 milhões de litros de petróleo são lançados no mar diariamente, sem que as tentativas para interromper o vazamento tenham sucesso. As costas da Louisiana já foram alcançadas e a Flórida também está ameaçada. Os prejuizos para a flora e a fauna são imensos e o desgaste político para o governo americano é evidente, sem falar na perda dos pescadores e dos que vivem do turismo nestas regiões. A companhia responsável pela plataforma teria negligenciado regras de segurança, o que teria acarretado o acidente? Dizem que a probabilidade de um acidente desta ordem acontecer era tão ínfima que não foram previstas soluções para resolver este problema, pode? No entanto, não foi a primeira catástrofe ambiental causada por vazamento de petróleo. Vejam no diaporama abaixo recentes acidentes que acarretaram poluições através do mundo...










E no Brasil que tem tantas plataformas petrolíferas no mar, será que medidas de segurança são tomadas para remediar as consequências no caso de um acidente desta dimensão?
Categoria: , |
You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

21 comentários :

On 2 de junho de 2010 21:24 , sonia a. mascaro disse...

Maria Augusta, esse desastre é assustador... Vendo o slide show fiquei pensando que a gente esquece do que já aconteceu... me lembro bem do Exxon Valdez porque tenho um vídeo e uma National Geographic com fotos arrepiantes, de pássaros todos pretos de óleo... Vendo a cronologia das fotos, percebemos que esses acidentes não têm uma probabilidade tão ínfima assim de acontecer, como eles dizem.
Excelente post para o Ecological Day!
Beijos e uma ótima semana.

 
On 2 de junho de 2010 22:37 , Lunna Guedes disse...

Estavamos conversando sobre isso aqui em casa, o Marco disse que as plataformas brasileiras são as melhores e que há todo um sistema de proteção. Ele trabalhou num projeto junto a Petrobrás e havia já uma preocupação nesse sentido. Sei que houve um problema por aqui que foi resolvido rapidamente e mesmo quando ocorreu o vazamento junto as praias no Rio de Janeiro foi tudo rapidamente solucionado.
Eu confesso que me assusto e muito como essa questão, não concordo com o tal do pré sal e acho que os prejuízos são muito maiores do que os que são noticiados, mas enfim, hoje em dia a preocupação é apenas com o bolso, não é mesmo?
Bacio

 
On 3 de junho de 2010 14:48 , Eduardo P.L disse...

Não foi o primeiro, e INFELIZMENTE não será o ultimo! É preciso muita atenção para evitar esses desastres! São irrecuperáveis em muitos sentidos da vida animal, marinha e biológica da terra! Bom post.

 
On 3 de junho de 2010 14:59 , Georgia disse...

Maria Augusta, boa lembranca embora dolorosa para a nossa natureza. Esse tem sido um assunto constante aqui em casa e sinceramente essa catástrofe terá muito mais perdas que as que se está tendo estes dias.

Vai ser dureza prá muita gente que depende do mar para viver e outras situacoes que nem conhecemos.

Hoje por aqui é feriado e estamos com convidados no jardim. Portanto nao vai dar pra voltar lá na Vitima e nao tive tempo de pesquisar. Eu estou entre 2 pessoas, a que vc mencionou e o Marco da casa do mago. Se tiver tempo ainda volto depois de pesquisar, mas casa cheia fica difícil. Dei uma fugidinha para vir aqui, rs.

Beijos

 
On 3 de junho de 2010 15:08 , Maria Augusta disse...

Sonia, estas imagens dos pássaros cobertos de petróleo são terríveis, por elas podemos avaliar o quanto a nossa busca de conforto pode prejudicar as outras espécies.
Um grande beijo.

Lunna, todas estas jazidas que estão sendo descobertas no Brasil por um lado são uma boa notícia porque trazem a autonomia em relação ao petróleo. Por outro lado não devem desviar o Brasil da busca pelas fontes de energia alternativas, menos poluentes. Mas como você disse, o que vai falar mais alto é o interesse econômico!
Beijos.

Eduardo, com certeza não será o último...acidentes acontecem mas muitos podiam ter sido evitados se houvesse mais investimento em segurança.
Um abração.

Georgia, para a população das áreas atingidas é um prejuizo enorme, sem falar na fauna e na flora que muitas vezes são irrecuperáveis...quanto à Vítima, vou dar mais uma passada por lá para ver se tem mais alguma dica...está difícil rs.
Beijos.

 
On 3 de junho de 2010 20:57 , Tertúlias... disse...

Tao assustante o que pod acontecer, assim... pobre d nosso mundo... tai frágil...

 
On 4 de junho de 2010 19:52 , sonia a. mascaro disse...

Maria Augusta,
Passando para desejar um ótimo final de semana!
Bjs.

 
On 5 de junho de 2010 12:57 , Aninha Pontes disse...

Maria Augusta:
Quando será que o homem vai colocar a segurança e o bem estar de todos em primeiro plano?
Só se vê o próprio umbigo. Lamentavel.
Beijos.

 
On 7 de junho de 2010 13:47 , Francy´s Oliva disse...

Bom dia Maria Augusta, infelizmente sempre o que prevalece é o poder e o interesse econômico, agora só resta saber até quando a mãe natureza vai suportar isto.
bjs

 
On 7 de junho de 2010 20:04 , grupo de amigos da meiroca disse...

Realmente uma coisa muito triste. Bjoka

 
On 8 de junho de 2010 21:09 , celia disse...

M.Augusta, nao sei pq meu comentario saiu "grupo de amigos da meiroca". Faco parte do grupo mas, nao teria q sair era meu nome???? Nao entendi. Vamos ver se agora sai certo. Bj

 
On 9 de junho de 2010 09:01 , Allan Robert P. J. disse...

Maria Augusta,

Esse tipo de atividade deveria seguir as mesma regras da aviação, onde há um protocolo a ser seguido para qualquer tipo de eventualidade, mesmo que a possibilidade de acontecer seja mínima. Depois de cada acidente tudo é estudado minuciosamente e novas medidas são impostas para impedir o erro de acontecer.
Estou achando que a seguradora da BP vai à falência.

 
On 11 de junho de 2010 17:31 , Anônimo disse...

Passando para te desejar um lindo fim de semana.

Temos muito sol, delicia!

Nem me fale em água, só me sinto segura se posso colocar os pés no chao.
O teco teco pilotei quando tinha 22 anos, acho que agora nao tenho mais essa coragem nao, rs.

Bom fim de semana

Bjao Georgia

 
On 12 de junho de 2010 13:42 , Wania disse...

Maria Augusta

Triste isso, assusta demais! Ver a natureza agredida desta maneira tão cruel faz a gente pensar e pesar, na mesma moeda, o risco/ benefício. Sim a evolução, mas preservando sempre!

Bom final de semana,
Bjs

 
On 13 de junho de 2010 16:56 , denise rangel disse...

Enquanto os interesses econômicos estiverem à frente dos sociais e ambientais, ainda veremos muitos desastres como este. Não é a primeira vez, e mesmo assim, continuam acontecendo. É necessário mudar a mentalidade das futuras gerações, que, infelizmente, estão caminhando para o mesmo senso consumista e degradador.
beijo, menina

 
On 13 de junho de 2010 22:20 , jugioli disse...

Maria Augusta, estava com saudades de vir aqui, e como sempre os seus temas são sempre imperdíveis.
bjs

 
On 14 de junho de 2010 00:22 , expressodalinha disse...

Excelentes e chocantes imagens. A pergunta é fatal!

 
On 14 de junho de 2010 06:03 , Luma Rosa disse...

Muito bem lembrado pela Lunna o acidente que aconteceu no Brasil em 2002 com a plataforma P-52 na Baía de Guanabara? De lá pra cá a Petrobras tem se empenhado muito na área de segurança e acho bem dificil acontecer! Invariavelmente é erro humano! E daqui da Baía de Campos mandamos vários técncos para ajudarem no golfo! Se não ajudarem, estarão aprendendo, porque é interesse mundial que tudo se resolva. Interessante que você leia sobre as correntes marítimas e como esse depósito de óleo no mar, se não for solucionado até final de Agosto, poderá afetar o mar do norte e todo o resto da europa. O estrago pode ser maior! Beijus,

 
On 15 de junho de 2010 19:47 , sonia a. mascaro disse...

Obrigada Maria Augusta, pelos gentis comentários no meu blog e também lá no Varal.
Beijos.

 
On 15 de junho de 2010 22:55 , Sandra disse...

Terminei de postar a minha tarefa de Junho. Missão cumprida. Vou te esperar na interação de amigos para conferir.

http;//sandrarandrade7.blogspot.com
este prazer temos que dividir com os amiogs. a Coletiva desse Mês está simplemente uma delicia.
Como é bom escrever..falar das coisas que realizamos, que gostamos de fazer. Isso é o verdadeiro prazer da vida.
Sandra

 
On 24 de junho de 2010 19:28 , Marco disse...

Realmente é um acidente preocupante, mas a Petrobrás está tomando os devidos cuidados para evitar esse tipo de problema e esperamos não vê-lo se repetir em lugar algum. Enfim, esperamos que os erros não se repitam e haja a possibilidade de aprendizado. Grande abraço