15.6.10 | Autor: Maria Augusta

Fotos da exposição "Pinturas e Platibandas" de Anna Mariani (fonte aqui)

Como vocês sabem sempre fui fascinada pelos meandros mentais que conduzem à criação de uma obra, seja qual for o domínio. E acho estes caminhos ainda mais fascinantes quando eles se cruzam entre si convergindo para um único objetivo, ou se somam, fazendo com que uma primeira idéia se concretize e dê origem a um outra criação, em um domínio bem diferente. Querem um exemplo? Vou dar um nome, Anna Mariani...ela é uma brasileira, fotógrafa consagrada já tendo percorrido o país com sua câmera na mão captando a beleza principalmente que vem da simplicidade. Já expôs sua obra no Brasil e no mundo e publicou vários livros, entre eles "Fachadas e Platibandas", uma série de fotos de casas populares em cores delicadas (..."as pinturas à base de cal dessas casas, elaboradas sobre fachadas e platibandas, é resultado da transparência e da luminosidade que só é possível graças às práticas tradicionais de caiação"...), que contrastam com a terra seca e craquelada do sertão do Nordeste do Brasil.


Agora vou falar de um outro nome Danielle Jensen, designer da grife Maria Bonita especializada em temas brasileiros para suas coleções. Entre estes temas, ela já se inspirou na obra da arquiteta Lina Bo Bardi para criar o figurino para inverno de 2010, e desta vez seu olhar se deteve no trabalho de Anna Mariani sobre as casinhas populares nordestinas, e suas cores suaves e geometrias a inspiraram para a criação de sua coleção verão 2010/2011, que foi apresentada na semana passada na SPFW. Como ela transformou as casinhas e a terra nordestina em vestidos e sapatos? Através dos materiais ousados (como o tecido feito com lâminas da madeira pau marfim ou oriunda do reflorestamento articuladas em forma de mosaico), as cores ( a areia foi evocada pelos tons dourados da coleção) e as estampas (como a que imitava a terra craquelada pela seca). Alguns detalhes foram muito bem bolados, como os chapéus "de cangaceiro" ligados às blusas por uma alça de violão. Como o resultado foi simples no conceito e sofisticado na execução, pessoalmente gostei muito (se desejarem ver o desfile completo, cliquem aqui), achei magnífico entre este encontro da moda com a arte, ambas fazendo declinações sobre o mesmo tema.


Fontes :

A arquitetura do sertão nas fachadas de Anna Mariani

IMS- Instituto Moreira Salles

YouTube - Anna Mariana - Pinturas e Platibandas -Roda da Moda

MariaBonita interpreta, com poesia e rigor de moda, as casas Nordestinas- UOL


E se você mora em São Paulo ou for até lá, aí fica a dica da exposição :

Anna Mariani: pinturas e platibandas

De 17 de junho a 1 de agosto de 2010

De terça a sexta, das 13h às 19h. Sábados e domingos, das 11h às 18h

Entrada franca.

Instituto Moreira Salles – São Paulo-SP

Rua Piauí, 844, Higienópolis

Tel.: 11 3825-2560



You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

18 comentários :

On 16 de junho de 2010 00:40 , Fatima Cristina disse...

Olá Maria Augusta,
Já estava com saudades de comentar em seu blog. (Leio mas pouco comento esses dias... falta daquele nosso amigo traidor o Tempo!)

O trabalho desses artistas me tocam também. As formas, as cores pastéis e o paralelo com a simplicidade da vida é comovente. Adorei visitar também os links.

Beijos!

 
On 16 de junho de 2010 13:49 , Eduardo P.L disse...

Curiosa sua abordagem! Belo post.

 
On 16 de junho de 2010 15:22 , Lunna Guedes disse...

É sempre interessante quando a arte encontra "atalhos" para outros universos, não é mesmo? Eu gosto quando a moda percorre outros caminhos que não seja aquelas idéias estranhas que não saem das passarelas e não vão a lugar algum.
Bacio

 
On 17 de junho de 2010 09:55 , Maria Augusta disse...

Fátima, entendo este problema do "nosso amigo traidor o Tempo", também o estou encontrando no momento. Quanto às cores suaves, são mesmo deliciosas, também gostei muito.
Beijos.

Eduardo, gosot sempre de ver de onde surgem as inspirações. No caso os dois trabalhos são muito interessantes, embora em domínios tão diferentes, a fotografia e a moda.
Abração.

Lunna, é mesmo, muitas vezes vemos desfiles e ficamos nos perguntando como alguém poderia sair com aquilo na rua. Felizmente não é o caso deste, feito com tecidos leves e cores suaves, podem perfeitamente ser usados no verão brasileiro.
Um grande beijo.

 
On 17 de junho de 2010 10:44 , Georgia disse...

Que beleza de post. Já estava sentindo falta dessa pérola que é a sua postagem.

Magnífico! A beleza acompanhada da inteligência. O cotidiano sendo pincelado pela arte. Adoro as cores das casinhas e elas ficaram iluminadas na moda.

Vou lá ver os links.

Te desejo um dia ensolarado por ai.

Falando nisso, choveu muito na sua regiao? Vimos na TV ontem que a parte sul da Franca está alagada.

Um grande beijo

 
On 17 de junho de 2010 11:05 , Georgia disse...

Maria Augusta, bonito o desfile, mas gostei muito da entrevista com a Anna Mariani explicando o que é "Platibandas", eu nao sabia que eram essas escadinhas, rs, na faxada da casa. Pensava que era apenar uma decoracao da época. Muuuito interessante!

Gostei demais da sensibilidade dela em viajar pelo interior do Brasil e fotografar casas, portas e faxadas. Eu quando viajo gosto de observar esses detalhes.
Gostei muito da entrevista. Uma gracinha de pessoa.

Um grande beijo

 
On 17 de junho de 2010 16:38 , sonia a. mascaro disse...

Que preciosidade essas fotos de Anna Mariani. Sempre gostei muito de suas fotos, dessas fachadas delicadas, de uma simplicidade tocante e tão criativas...
Mas nunca tinha tido a oportunidade de ouví-la num vídeo. Não sabia também qual a função dessas Platibandas. Gostei muito!

Muito delicada a moda criada pela Maria Bonita e inspirada pelo trabalho de Anna Mariani.

Excelente post, Maria Augusta.
Bjs.

 
On 18 de junho de 2010 23:15 , expressodalinha disse...

Falando rapidamente de platibandas, convém referir que elas representam a componente cinematográfica e narcisista de uma casa, normalmente associadas ao lado masculino da habitação. Igualmente estão ligadas a ostentação, sendo frequente a existência de casas de platibandas sumptosas e interiores paupérrimos.
Qt aos desenhos, muitos têm origem fenícia, em especial no sul de Porttugal (Algarve). Belo post, Maria augusta.

 
On 19 de junho de 2010 18:40 , sonia a. mascaro disse...

Maria Augusta,
Depois do seu comentário no post Tráfico caótico, acrescentei uma frase: "Mesmo assim, eu sinto muitas saudades do tempo em que morei em São Paulo...".
Seu comentário me fez sentir saudades da minha cidade e relevar tantos problemas, como violência, insegurança...
Beijos e um ótimo final de semana.

 
On 20 de junho de 2010 22:20 , Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog Saia Justa. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

 
On 21 de junho de 2010 15:51 , Francy´s Oliva disse...

Bom dia linda, achei muito interessante sua postagem, mas o mais interessante é como a arte se "casa" sem fazer rodeios(rs)e de todas as formas. Beijitus e uma ótima semana.

 
On 23 de junho de 2010 22:52 , Aninha Pontes disse...

Maria Augusta:
Você é sempre cuidadosa em estabelecer relações tão bonitas.
Ficou perfeito o casamento das duas linhas.
O trabalho de pintura é realmente encantador.
Gostei da dica, se puder, se for à S Paulo, vou procurar ver a exposição.
Um beijo

 
On 24 de junho de 2010 19:26 , Marco disse...

Gostei muito desse post, acho que é bastante interessante quando a arte abraça outras vertentes. Aliás, a arquitetura se não me engano foi uma das primeiras a procurar esse caminho.
Grande abraço

 
On 25 de junho de 2010 21:13 , João Menéres disse...

Delicada a postagem, MARIA AUGUSTA.
Muita sensibilidade das artistas.
Muito trabalho na pesquisa mas resultou PURO.

Um beijo.

 
On 26 de junho de 2010 05:21 , Luma Rosa disse...

Realmente intrigante como a criatividade se manifesta no processo de criação! Belo trabalho de fotográfico! Quando passeamos pelo interior do país vemos muitas casas antigas, mas já deterioradas, sem este cuidado! Lembro quando era criança de ver como na roça faziam a pintura caiada, um processo ao meu ver perigoso por causa da queima do cal, mas que trazia grande alegria às casaas e uma aparência de limpeza, principalmente onde se usavam muita queima de carvão. O trabalho da Lina conheço bem, sempre que posso visito a loja. Beijus,

 
On 28 de junho de 2010 00:37 , Wania disse...

Maria Augusta

Que lindo teu post! Dá gosto de ver de onde sai toda a criação! A arte é mesmo um mosiaco lindo! Um trabalho inspirando outro!

Amei as cores da nova coleção da grife Maria Bonita, lindas como aquarelas!

E as fotografias das casinhas e suas fachadas, outro primor!
Só podem inspirar tão belas criações! Me agrada ver a sensibilidade de quem cria!

Saudades tuas,
Bjão, minha amiga!

 
On 26 de julho de 2011 23:34 , jugioli disse...

sempre muito bom andar por aqui!!!
saudades.
bjs

 
On 7 de abril de 2013 23:56 , Anônimo disse...

Whаt i do nοt realize іs actually hoω you are not really
much more neatly-fаvoreԁ thаn yοu might
be rіght now. You're very intelligent. You realize therefore considerably when it comes to this topic, produced me for my part believe it from numerous numerous angles. Its like men and women don't
ѕeem to be interestеd untіl it is οne
thing to dо with Lady gagа! Your peгsonal stuffѕ nіcе.
All thе time hаndle it up!

Heгe іs my web page :: payday loans